Amazonas Formal & Informal

Revolta, choro e promessa de paralisação no velório do motorista Márcio Gama

Redação
Escrito por Redação

Motoristas e cobradores amanheceram hoje exigindo a prisão dos implicados na morte do motorista Márcio José Gama da Silva, 37, morto nessa sexta feira (01), por dois assaltantes no ponto final da linha 448, Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus.

Márcio teria reagido ao assalto. O seu colega de trabalho, Félix Nogueira, disse que ele pensou que era só um bandido que estava assaltando o ônibus, mas quando reagiu, veio outro por trás e deferiu vários golpes de faca. Os motoristas estão prometendo reagir com paralisação se não tiverem segurança para trabalhar.

Os motoristas reclamam que as linhas da empresa Rondônia (676, 679 e a 448), que servem essa área da cidade é “infestada de ladrões” e que outros casos, sem morte, acontecem quase que diariamente, inclusive, com arrastões feitos por galerosos e assaltantes.

“O manifesto de hoje (02) é por mais segurança nos ônibus e para que a Polícia Militar prenda os ladrões conhecidos daquele bairro”, acrescentou Felix. Revoltados, cobradores e populares disseram que as viaturas da PM transitam na área normalmente, conhecem os bandidos, tem filmagens mas não os prendem.

Entretanto, o Sub Comandante Rubens de Sá, que está acompanhando o caso, afirma que as investigações em torno da morte do motorista Márcio José Gama, estão avançadas, mas não pode adiantar os nomes dos implicados porque eles podem fugir da área de investigação e atrapalhar o andamento das buscas.

Familiares e colegas de trabalho no velório de Márcio Gama.

Familiares e colegas de trabalho no velório de Márcio Gama.

Rubens Sá confirmou que desde o ocorrido de ontem a Polícia Militar reforçou a segurança dos transportes coletivos na Zona Norte e de outras áreas da cidade. De acordo com ele, existe um grupo, dentro da Secretaria de Segurança Pública e do Comando da Polícia Militar, voltado exclusivamente para coletivos e, que para o assassinato do motorista Márcio Gama, estão sendo montadas vária barreiras no sentido de localizar os implicados no crime. Ele acredita que até o final do dia, terão uma solução para o caso.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.