Esportes

Rio-2016 cancela eventos paralímpicos e demite 1,9 mil por falta de verba

Para economizar até R$ 5 milhões, o órgão dispensou 1,9 mil trabalhadores/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação
Para economizar até R$ 5 milhões, o órgão dispensou 1,9 mil trabalhadores/Foto: Divulgação

Para economizar até R$ 5 milhões, o órgão dispensou 1,9 mil trabalhadores/Foto: Divulgação

O Comitê Organizador da Rio-2016 não vai mais manter o planejamento inicial nas Paralimpíadas, que começam dia 7 de setembro, e demitiu 1,9 mil funcionários temporários, cancelou festas programadas no centro de competição e alterou a programação esportiva – tudo por falta de dinheiro.

De acordo com o UOL, para reduzir custos, a Arena da Juventude não vai mais receber provas de esgrima, que foram transferidas para a Arena Carioca 3. O chamado Live Site de Deodoro, da Rio-2016, que teria telão e atrações musicais, será fechado e só funcionará o Live Site do Parque Olímpico, mantido pelo Comitê Organizador da Rio-2016.

Para economizar até R$ 5 milhões, o órgão dispensou 1,9 mil trabalhadores temporários das Paralimpíadas, um mês antes do previsto, que trabalharam nas Olimpíadas. Segundo o Comitê, nenhuma das alterações irá comprometer o evento.

Estima-se que o órgão vai lucrar R$ 7,4 bilhões com venda de ingressos e patrocínios para a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Contudo, apesar da promessa do Comitê Organizador de realizar os Jogos sem uso de recursos públicos, a entidade solicitou aporte de R$ 250 milhões para que as Paralimpíadas não sejam prejudicadas, pois o comitê não arrecadou o esperado com a venda de ingressos.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.