Esportes

Rio Negro dá adeus a chance de medalha no Brasileiro Cadete de Handebol Feminino

O Rio Negro sofreu duas derrotas na competição e se despediu do campeonato/ Fotos: Mauro Neto
O Rio Negro sofreu duas derrotas na competição e se despediu do campeonato/ Fotos: Mauro Neto
Redação
Escrito por Redação

Pela primeira vez realizado no Amazonas, o Campeonato Brasileiro de Handebol Cadete Feminino iniciou no último sábado, dia 8, e segue até a próxima quarta-feira, dia 12, na Arena Amadeu Teixeira (Lóris Cordovil). Com dois dias de disputas, já teve equipe que deu adeus à competição que recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Único representante do Estado no Brasileiro, o Rio Negro/Liham, sofreu duas derrotas na competição e se despediu da possibilidade de conquistar uma medalha. A derrota para os favoritos Português de Recife, por 40 a 16, na noite de domingo, dia 9, e para o Mesc (SP) por 36 a 17, no sábado, tiraram a chances do Galo avançar para as semifinais.

O Rio Negro sofreu duas derrotas na competição e se despediu do campeonato/ Fotos: Mauro Neto

O Rio Negro sofreu duas derrotas na competição e se despediu do campeonato/ Fotos: Mauro Neto

“Foi um jogo ótimo e para equipe serve muito. Estamos jogando com equipes que possuem experiência de jogo, com deslocamento mais fácil, e ainda temos a chance de intercâmbio. Elas já entram em quadra conscientes e vamos vender caro uma derrota”, declarou o treinador do Rio Negro, Sidney Ferreira, que conta com jogadoras de outras equipes do Amazonas.

O Galo volta à quadra no início da noite desta segunda-feira, dia 10, contra o também sem chances de classificação, Objetivo (RR). As equipes vão brigar apenas para ficar entre a quinta a oitava colocação.

Tricampeão avança

Com uma goleada avassaladora, com direito a “colocar o pé no freio”, o tricampeão Pinheiros (SP) passou pelo ATHB/Hand Torres (RS) ao vencer por 30 a 17. O clube paulista segue firme na luta pelo tetra da competição. No sábado, 8, a vítima foi São Bernardo/Metodista (SP), derrotado pelo placar de 27 a 14.

“Apesar de o time ser campeão, a equipe desse ano é uma equipe nova. São poucas as meninas que fizeram parte do tricampeonato. É uma equipe que está sentindo um pouco, estão errando algumas coisas que a gente treinou muito que não era para errar, mas fazer parte da idade e da evolução delas. Esperamos melhorar a cada jogo e chegar na reta final bem preparadas”, afirmou a treinadora, Carla Antonucci.

rio-negro-am-2

Anfitrião representou outras equipes

Convidado pela Confederação Brasileira de Handebol (CBH) como equipe anfitriã, o Rio Negro apostou na parceria com a Liga de Handebol do Amazonas (Liham). Além das meninas que defendem o Galo, atletas de mais outras equipe do handebol amazonense foram convidadas para integrar a equipe.

“Foram convidadas outros jogadoras de várias equipes para tentar encorpar mais e também dar experiência para os times e as meninas. É um intercâmbio muito importante. O nosso principal objetivo não é ser campeão, e sim colocar o Amazonas de volta do cenário nacional e tudo isso começa com a base”, frisou o vice-presidente da Liham, Auricélio Andrade.

O Campeonato Brasileiro Cadete Feminino segue nesta segunda-feira, dia 10, com mais quatro partidas na Arena Amadeu Teixeira.

Segunda-feira, dia 10

14h30 – ATHB/Hand Torres (RS) x São Bernardo/Metodista (SP)
15h45 – Pinheiros (SP) x ACVHB/Coopercamp/Campo Verde (MT)
17h – Português/AESO (PE) x Mesc (SP)
18h15 – Rio Negro (AM) x Objetivo (RR)

Resultados do sábado, dia 8, e domingo, dia 9.

Sábado

ACVHB/Coopercamp/Campo Verde (MT) 18 x 23 ATHB/Hand Torres (RS)
Pinheiros (SP) 27 x 14 São Bernardo/Metodista (SP)
Português/AESO (PE) 38 x 8 Objetivo (RR)
Mesc (SP) 36 x 17 Rio Negro (AM)

Domingo

14h30 – ACVHB/Coopercamp/Campo Verde (MT) 20 x 20 São Bernardo/Metodista (SP)
15h45 – Mesc (SP) 28 x 17 Objetivo (RR)
17h – Pinheiros (SP) 30 x 17 ATHB/Hand Torres (RS)
18h15 – Português/AESO (PE) 40 x 16 Rio Negro (AM)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.