Amazônia Rondônia

RO: falta de atendimento com ambulância vira caso de polícia em Chupinguaia

Ambulância-Chupinguaia
Redação
Escrito por Redação

O caso aconteceu na madrugada de terça-feira, 30 de junho, no município de Chupinguaia. Conforme Boletim de Ocorrência número 4724150380, registrado no quartel da Polícia Militar (PM), o diretor do hospital municipal, Fábio Novas Santos, está envolvido no caso que poderia ser considerado negligência.Histórico do B.O narra que a PM recebeu ligação de uma mãe, que mora na Fazenda Jamantão, área rural de Chupinguaia. Ela solicitou ajuda para que enviasse uma ambulância porque seu filho, menor de idade, estava com muita febre e não parava de chorar, e teria que receber atendimento médico urgente.

 

Preocupados, efetivos policiais de plantão ligaram ao hospital municipal, onde requereram a viatura, mas foram informados pela técnica de enfermagem Lindaura Ferreira da Silva, que, que também é vereadora nessa localidade, que o diretor do hospital não mandaria a ambulância já que o veículo só poderia ser usado em via asfaltada, sendo local de solicitação estrada de chão, e que não poderia fazer nada, por ser uma norma da unidade de saúde.

Com a negativa, a PM se dirigiu até a fazenda Jamantão, mas, no meio do caminho, por volta das 02h00, encontrou a mãe, que dirigia uma motocicleta e carregava o filho enfermo em seu braço. Mae e filho entraram na viatura policial e foram levados até o hospital municipal onde foram entregues ao médico de plantão. Em seguida, os efetivos da Lei foram até a casa do diretor do hospital que tentou negar que tenha proibido o envio da ambulância, mas, depois, confessou a autoria das informações.

Ainda, o diretor do hospital pediu para que não seja envolvido, e que o B.O seja apenas contra a unidade de saúde. O caso foi instaurado em Vilhena para providências cabíveis.

(Extra de Rondônia)

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.