Amazonas Cidades

Rodoviários acusam empresários de forçar greve dos trabalhadores

Redação
Escrito por Redação

As empresas de ônibus coletivos estão querendo fazer mais uma “queda de braços” com os trabalhadores do sistema transportes rodoviários de Manaus. Esse mês, eles já atrasaram o pagamento do vale quinzenal, alegando que não receberam o repasse do subsídio pago às empresas, pelo governo e pela prefeitura.

 

As empresas anunciam que só devem pagar na sexta-feira (24), e mesmo assim, se os empresários receberem R$ 1,2 Milhão da prefeitura e do Estado, referente ao subsídio do diesel e impostos. Estão, inclusive, distribuindo aviso de atraso do pagamento dos trabalhadores nas garagens e terminais de ônibus.

 

Para o vereador Jaildo dos Rodoviários (PRP), os empresários estão forçando uma provável greve no sistema, o que só vem favorecer a eles. “Além de não pagarem os funcionários, eles recebem o subsídio e ainda deixam os rodoviários de vilão, diante dos usuários”, questiona o vereador.

 

O vereador, que defende a categoria na Casa Legislativa Municipal, diz também que tem três meses que as empresas não pagam o cartão em dias. “É o jogo deles, eles recebem o subsídio, não pagam os funcionários, o sindicato faz greve, é multado e eles saem como se os culpados fossem os trabalhadores”, explica Jaildo.

Comunicado de atraso da empresa Via Verde.

Comunicado de atraso da empresa Via Verde.

Na opinião do vereador os empresários vem forçando, a meses, a paralisação do sistema. “Eles só tem a ganhar com isso e os trabalhadores continuam perdendo com a demora no pagamento”, lamenta.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.