Amazonas Esportes

Ronda tem desafio contra Bethe para mostrar ser nº 1 do UFC

Ronda(E) x Bethe(D), desafio definitivo/Foto: UFC
Redação
Escrito por Redação

A cena mais clássica de um evento do UFC no Brasil é grito em uníssono da torcida: “Uh, Vai Morrer”. Basta ter no octógono um estrangeiro contra um brasileiro que o cântico vem. Mas essa história deve mudar hoje, sábado. Ronda Rousey já mostrou que dominou a torcida do país para a luta contra Bethe Correia no Rio de Janeiro.
Em sua sexta defesa do cinturão peso galo feminino, Ronda terá a maior demonstração de que ela realmente é a estrela mais brilhante do Ultimate neste momento. Pelo o que vimos em um rápido treino aberto e na pesagem, os brasileiros estarão em maior número ao lado do norte-americana, deixando de lado o nacionalismo que sempre marcou os eventos por aqui.
Quem vencerá a disputa de cinturão feminino no UFC 190, no Rio?

Resultado parcial

Ronda já foi muito vaiada em eventos nos Estados Unidos e aqui deve encontrar um clima bem diferente desta vez, fruto de seu status de estrela do MMA. “Não é engraçado? Sou vaiada pelos americanos, e os brasileiros torcem por mim! (Risos) É por isso que amo tanto aqui, é uma mentalidade diferente. Às vezes sou audaciosa demais para o público americano, que é mais politicamente correto.”

“É legal sentir que tenho um pouco de aceitação internacional. Os americanos me aplaudem às vezes também! Eu nunca levo isso pelo lado pessoal, é legal ver as pessoas apaixonadas por esporte, aumenta o interesse. Às vezes não sabem como reagir a você exatamente, mas sempre querem saber mais. Tanta gente diz ‘Não gostava de você até ver seu filme’, ou ‘até ler seu livro’, e eu penso, ‘Por que foi ver meu filme e comprar meu livro se não gosta de mim? Então não é sempre algo ruim”, disse a campeã.

Mas para manter e comprovar esse seu status, ela precisa passar por Bethe Correia, que chega à disputa de cinturão de maneira invicta depois de nove lutas. “Não acho que tenho que provar nada agora, acho que tenho que fazer os fãs felizes. Quero fazer todos orgulhosos de terem testemunhado minha vitória. Vou fazer meu melhor para fazer o certo por eles. Não me importo em provar nada, só quero satisfazer a todos”, completou Ronda.

Aos 32 anos, sendo apenas três deles como lutadora profissional de MMA, Bethe teve uma rápida ascensão baseada em grandes atuações e um ótimo poder de retórica com suas provocações. “Desafiei muita gente para lutar MMA. Tenho uma missão e vou cumpri-la no octógono. Fizeram uma imagem de que a Ronda é imbatível e uma heroína. Vou mostrar que se trata de uma farsa, ganhar e ser a nova campeã. Meu ponto forte supera qualquer ponto forte dela. Eu sei o que é um soco na cara e a luta vai ser rápida. Vou para nocautear a Ronda. A minha mão está dura e pesada. Vou machucá-la em apenas um round e nocautear”, afirmou a brasileira.

Revanche da maior luta do Pride

Dez anos depois do encontro que marcou a história do Pride, extinto evento japonês que precedeu o sucesso do UFC, Maurício Shogun e Rogério Minotouro fazem um duelo de reafirmação no co-main event. Ambos vêm de revezes, mas a situação mais complicada é do ex-campeão dos meio-pesados do Ultimate. Maurício tem quatro derrotas em duas últimas cinco lutas e pode ter até seu emprego em risco se perder a terceira consecutiva. Já Minotouro vem de um atropelamento que sofreu em 44s contra Anthony Johnson há um ano.

Reta final para Minotauro

Com duas derrotas e sem lutar desde que foi nocauteado por Roy Nelson em abril de 2014, a lenda do MMA Rodrigo Minotauro faz uma de suas últimas apresentações. Ele enfrenta o gigante holandês Stefan Struve – de 2,13m – para entrar nessa reta final de carreira com um resultado positivo. Ele prometeu fazer ainda mais duas ou três lutas depois dessa.

Serviço – O UFC 190, na HSBC Arena, Rio, conta com a disputa de cinturão peso galo do UFC entre a campeã Ronda Rousey e a desafiante, também invicta, Bethe Correia, além de ter o duelo de técnicos do TUF Minotouro x Maurício Shogun, numa revanche do Pride, as duas finais do reality show e astros como Demian Maia, Minotauro e Pezão. A noitada começa às 20h, com o card preliminar. O principal tem início às 23h, com sete lutas. A Rede Globo anuncia o evento ao vivo a partir das 0h10, com quatro combates na íntegra. O Placar UOL acompanha todos os detalhes do evento.

Card principal

Galos Feminino (cinturão): Ronda Rousey x Bethe Correia
Meio-pesados (técnicos do TUF): Minotouro x Maurício Shogun
Leves (final do TUF): Glaico França x Fernando Bruno
Galos (final do TUF): Reginaldo Vieira x Dileno Lopes
Pesados: Stefan Struve x Minotauro
Pesados: Pezão x Soa Palelei
Palhas feminino: Claudia Gadelha x Jessica Aguilar

Card preliminar:

Meio-médios: Demian Maia x Neil Magny
Meio-pesados: Rafael Feijão Cavalcante x Patrick Cummins
Médios: Warlley Alves x Nordine Taleb
Galos: Iuri Marajó x Leandro Issa
Médios: Vitor Miranda x Clint Hester
Galos: Hugo Wolverine x Guido Cannetti

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.