Amazonas Esportes

Ronys Torres vence 1ª edição do Jacaré Submission Combat (JSC), em Manaus

Ronys Torres, a grande estrela da noite/Foto: Mauro Neto
Ronys Torres, a grande estrela da noite/Foto: Mauro Neto
Redação
Escrito por Redação
Ronys Torres, a grande estrela da noite/Foto: Mauro Neto

                     Ronys Torres, a grande estrela da noite/Foto: Mauro Neto

Uma média de três mil pessoas prestigiou a primeira edição do Jacaré Submission Combat (JSC), que mostrou que veio para ficar. Com 13 lutas em disputa, na noite de ontem, sábado (20), na Arena Amadeu Teixeira (Flores), o evento honrou o nome do peso médio do UFC e apresentou qualidade técnica, surpreendendo o público a cada embate. Na disputa principal, dos 80kg, entre Ronys Torres e Fernandinho Vieira, o manacapuruense ganhou por decisão unânime dos juízes e somou mais uma vitória para a conta.
Após uma luta dura que perdurou por oito minutos e que rendeu a Ronys um corte no supercílio esquerdo, o casca grossa ergueu a bandeira de sua terra natal visivelmente emocionado. O lutador explicou que passou por um teste de fogo dias antes de entrar no tatame. Problemas familiares e a troca de adversário – uma semana antes o oponente pelo JSC era Neto BJJ – preocupavam o faixa preta.

“Eu estava preparado fisicamente, mas tendo que trabalhar o meu psicológico. A troca de adversário não foi um problema, pois entendo que temos que estar preparados para qualquer oponente, mas de certa forma preocupa pelo modo de jogo. Além disso, durante a semana, minha mãe ficou doente e isso mexeu bastante comigo. Graças a Deus, as coisas foram se resolvendo e Ele me honrou novamente. Não tenho palavras para descrever este momento, só  agradecer a todos que estiveram ao meu lado”, destacou Torres, que na semana que vem tem outro desafio pela frente, o Mr. Cage.

Outro lutador que buscou a superação para participar do JSC foi Dileno Lopes. O amazonense que enfrentou o conterrâneo Kenny Pinheiro, 67 kg, há dois dias foi diagnosticado com virose e estava com fortes dores no corpo, garganta inflamada e febre. O contratado do UFC revela que até pensou em abrir mão do evento, mas preferiu cumprir a missão.

“No dia da pesagem (sexta-feira, 19) eu estava me sentindo muito ruim, fui ao médico e conversei com o meu coach, Allan Media. Disse a ele que estava pensando em desistir, pois as dores estavam fortes, e ele disse que me apoiaria em qualquer situação, mas pediu para eu refletir. Resolvi encarar o desafio, pois eu precisava desta vitória, precisava provar para mim que era capaz, e eu não costumo desistir fácil do que eu quero. Entrei na luta sabendo que seria difícil e apesar de não ter finalizado – o lutador ganhou por pontos – eu dei o meu melhor e consegui o meu objetivo, que era a vitória”, destacou.

Finalização

A única finalização da noite ficou por conta da luta entre Maysa Ladislau (AM) e Franciele Nascimento (AM), pelos 65 Kg. Representando a classe feminina, diante de um card predominantemente masculino, Franciele ganhou após um estrangulamento e anotou a terceira vitória no currículo sob a atleta do mestre Ângelo Carioca.

“Iniciei no Jiu-Jitsu há quatro anos, devido influência dos meus irmãos, e hoje graças a Deus estou saindo vitoriosa de um evento grande e que tenho certeza que vai abrir as portas para mim. Antes de entrar para a luta, meu mestre havia falado que não havia tido nenhuma finalização ainda e coloquei na minha cabeça que eu precisava fazer isso. Já enfrentei a Maysa outras duas vezes, ganhei, e ela é uma adversaria que respeito muito”, destacou a lutadora, que no próximo sábado, 27, também participa do MR. Cage, pelo peso Mosca (57 kg), tendo que perder quase 10 quilos em uma semana.

Para o anfitrião, Ronaldo Jacaré, o evento superou todas as expectativas e já é possível vislumbrar uma edição ainda este ano, em Minas Gerais. “A estreia do Jacare Submission Combat não poderia ser em outra Cidade e nem melhor que esta. Reunimos boas lutas, um público animado e agora vai ser a hora de estudar outras cidades para receber o evento. Estamos com um projeto de levar o JSC para Belo Horizonte, em novembro ou dezembro deste ano, e é  certo que ele terá amazonenses“, disse.

Card – Resultados

Ronys Torres venceu Fernando Vieira por decisão unânime dos juízes – 80Kg

Eduardo Inojosa venceu por pontos Maik Matos – 97 Kg

Jorge Patino Macaco venceu por pontos Hermes França  -77Kg

Dileno Lopes venceu por pontos Kenny Pinheiro – 67 kg

Franciele Nascimento (AM) venceu por finalização, após estrangulamento, Maysa Ladislau – 65 Kg

André Júlio venceu por pontos Claudevan Soneca – 80Kg

Mateus Gabriel venceu por pontos Francinaldo Neguinho – 70 Kg

Carlos Borracha venceu por decisão dos árbitros Fabio Trindade  – 77 Kg

Robert Pato venceu por decisão unânime Williams Preguição – 88 Kg

Adriano Balby venceu por pontos Rubens Macula– 95 Kg

Diego Davella venceu por pontos João Ferreira – 70 Kg

Marcio Pontes venceu por decisão unânime Alcenor Alves – 65 Kg

Anderson King venceu por decisão divida Cristiano Catala – 95 Kg

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.