Amazônia Roraima

RR: Governo quer criar rede de proteção nas fronteiras e divisa com Amazonas

fronteira-de-Roraima
Redação
Escrito por Redação

A série de crimes que estão sendo praticados nos municípios de Roraima, que fazem fronteira com a Venezuela e Guiana e na divisa o Amazonas, tem evidenciado a falta de segurança e fiscalização pelos quais os moradores dessas localidades vêm enfrentando ao longo dos anos.

Segundo o titular da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), Paulo César Silva Costa, o Governo do Estado pretende criar uma sólida rede de proteção das fronteiras, combatendo o tráfico de drogas, o contrabando de armas e o crime organizado nas três portas de entrada, que são: o Município de Pacaraima, na fronteira com a Venezuela, Norte do Estado; Município de Bonfim, que faz fronteira com a República da Guiana, a Leste, e Rorainópolis, na divisa com o Estado do Amazonas, Sul do Estado.

Ele informou que, visando o fortalecimento das faixas de fronteiras, a Sesp está seguindo as determinações propostas pelo Governo Federal e aderiu ao programa “Brasil Mais Seguro”. O projeto, executado pelo Plano Nacional de Segurança Pública, prevê o apoio dos governos estaduais e municipais no desenvolvimento das ações.

O Gabinete de Gestão Integrada (GGI), por meio da Câmara Temática de Fronteira, discute semanalmente as demandas da área, com o intuito de fortalecer as políticas públicas do setor. Nos próximos dias, o secretário discutirá com as demais instituições que integram o GGI a atualização das diretrizes do Plano Estratégico de Segurança Pública, visando a articulação de ações inerentes à prevenção e repreensão de crimes, a educação no trânsito, bem como as relacionadas à política criminal carcerária.

De acordo com o secretário, o governo articula ainda a assinatura de um plano de cooperação técnica com os municípios fronteiriços para que o projeto “Brasil Mais Seguro” seja implantado efetivamente nesses locais.

Foram entregues às delegacias desses municípios e Companhias da Polícia Militar computadores com acesso à internet. Em Rorainópolis, foram entregues 11 computadores na Polícia Civil e quatro na Polícia Militar.

No Município de Caracaraí, Centro-Sul do Estado, foram entregues oito computadores na Polícia Civil e quatro na PM. Em Pacaraima, foram entregues nove computadores na Polícia Civil e quatro na Polícia Militar. Na cidade de Bonfim, serão entregues nove computadores na Polícia Civil e dois na Polícia Militar. A Delegacia de Polícia Civil e o Destacamento da PM do Município de Normandia, Leste do Estado, também serão contemplados. Sendo cinco computadores para a Polícia Civil e dois para PM.

Segundo Costa, a entrega de novas viaturas está prevista para ocorrer até o final do ano, bem como a instalação de câmeras de monitoramento, em todos os municípios localizados em áreas fronteiriças, visando justamente o combate ao crime e aos demais delitos comuns a estes locais.

PM – A Polícia Militar de Roraima (PMRR) informou, por meio de nota, que o Comando de Policiamento do Interior (CPI), por meio da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar, reforçou o policiamento e está realizando ações como as operações “Recobrimento” e “Fecha Quartel”, nos municípios de Bonfim e Pacaraima.

As operações têm como objetivo evitar crimes realizados na área de fronteira. Entre as principais ações das operações, está a realização de abordagens a veículos automotores, visto que entre os crimes mais praticados está o contrabando e o descaminho.

O comandante de da 1ª CIA, major Alves Fernandes, ressaltou que a instituição vem trabalhando em parceria com as guardas nacionais dos países vizinhos. “As operações estão sendo realizadas constantemente e já obtiveram êxito, como a prisão dos envolvidos no assalto que ocorreu recentemente no Município de Pacaraima. Outros planos de operações estão em andamento com a finalidade de coibir outros tipos de crimes”, frisou.

(Folha Boa Vista)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.