Amazônia Roraima

RR: polícia procura presos que fugiram na véspera do Natal

fugitivo
Redação
Escrito por Redação

As Polícias Militar e Civil e agentes da Divisão de Inteligência e Captura (Dicap) da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) ainda estão em busca de reeducandos que fugiram na quinta-feira passada, 24, véspera de Natal, da Penitenciária Agrícola do Monte Cristo (PAMC), na zona rural de Boa Vista.

Na manhã de quinta-feira, 24, reeducandos conseguiram fugir por um túnel que eles mesmos escavaram. O túnel foi iniciado dentro da cela 23 da ala 7. Por volta das 6h da manhã, os guardas das guaritas avistaram presos fugindo do local e logo em seguida os agentes penitenciários entraram na unidade prisional e localizaram o túnel.

Em nota, o Governo do Estado confirmou a fuga de dois detentos. Vicente Pereira Galé, condenado no artigo 157 pelo crime de roubo, e Salomão Roberto Moreira que cumpria prisão preventiva no artigo 33, por tráfico de drogas.

Confirmou ainda que a Polícia Militar esteve na unidade prisional para auxiliar na contagem dos reeducandos e que o túnel foi feito na cela 23, do regime fechado.

Ainda na véspera de Natal, reeducandos atiraram pedras nas guaritas da Penitenciária Agrícola por volta das 19h30.

Alguns presos conseguiram pular o muro do local utilizando três escadas. Porém, o Governo do Estado se limitou a informar que os policiais militares que auxiliam na segurança da unidade prisional “conseguiram evitar a fuga e recolheram os reeducandos de volta à PAMC”.

Em nota, informou que suspendeu as visitas dos familiares como medida de segurança “por conta dos últimos acontecimentos na unidade prisional” e que faria uma recontagem dos presos ontem, mas até o fechamento desta matéria, às 20 horas, não foi informada a quantidade de presos dentro da PAMC.

A polícia pede a quem souber do paradeiro de Vicente Galé e Salomão Moreira que entre em contato pelo 190. A denúncia pode ser anônima.

(Folha Boa Vista)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.