Amazônia Roraima

RR: Sem serem notados, presos conseguem fugir da Penitenciária Agrícola

Penitenciária-Agrícola-de-Monte-Cristo
Redação
Escrito por Redação

Durante a madrugada do domingo, 8, policiais militares e agentes penitenciários encontraram um buraco na muralha da Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (Pamc), maior unidade prisional do Estado, e perceberam que o local serviu como rota de fuga. De acordo com o Governo do Estado, oito presos conseguiram se evadir da unidade prisional.

Desde as primeiras horas da manhã, homens da Força Tática entraram no presídio para fazer a contagem de presos com a finalidade de identificar os faltosos e então saber quem está foragido. A ação dos reeducandos não foi flagrada pelos guardas e agentes que fazem a segurança na penitenciária, ou seja, os presidiários conseguiram fugir sem que fossem percebidos.

O Governo do Estado informou, em nota à imprensa, que o buraco foi detectado na muralha em local próximo à guarita 04. Por conta da fuga, a direção da unidade suspendeu as visitas dos familiares, previstas para este domingo, para que fosse feita a contagem com o apoio da Polícia Militar.

Com o término da contagem, no final da tarde de ontem, foi constatada a falta de oito reeducandos. As informações sobre os evadidos foram imediatamente repassadas à Divisão de Capturas (Dicap) da Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejuc), bem como às demais forças policias do Estado no sentido de recapturar o mais brevemente possível os transgressores.

Segundo dados da Sejuc, os evadidos são Alessandro França de Souza, Leno Rocha (ala 03); Gefferson Ribeiro Serrão, Manoel Alves Feitosa e José Cruz de Lima (ala 05); Richardson Soares Fonseca, Wendel Bastos Cordeiro (ala 06); Dhiogo Feliciano da Silva (ala 15).

(Folha BV)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.