Educação

Samsung e UEA desafiam estudantes a programarem softwares

Redação
Escrito por Redação

A Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e o Centro de Treinamento Samsung Ocean promoveram a “2ª Maratona de Programação”, durante a qual os estudantes foram desafiados a resolver o maior número possível de problemas relacionados à programação de software. A maratona foi realizada na última sexta-feira (01), de 17h às 19h, e sábado (02), de 8h às 13h, na sede do Ocean, na Avenida Darcy Vargas, nas dependências da Escola Superior de Tecnologia (EST) da UEA.

Os estudantes que participaram da maratona são dos cursos de Ciência da Computação, Sistemas de Informação, Matemática e Engenharia de Computação em 16 equipes, cada uma com três integrantes. Eles tiveram cinco horas para resolver as questões propostas e apresentadas pela organização do evento.

Segundo o coordenador do Samsung Ocean, Antenor Filho, o objetivo é estimular os estudantes, desde a faculdade, a colocar em prática os ensinamentos da sala de aula refletindo o mercado profissional. “As maratonas de programação acontecem com bastante frequência em outros países. No Brasil ainda estamos caminhando, mas esse tipo de competição é muito importante para a formação de profissionais cada vez mais capacitados”, ressaltou.

De acordo com a professora da universidade e coordenadora do evento, Renata Onety, no início da maratona os competidores receberam os problemas que devem ser resolvidos. O time vencedor foi o que conseguiu resolver o maior número de problemas, em menor tempo.
Os competidores tiveram à disposição apenas um computador e material impresso (livros, listagens e manuais). Os times entenderam os problemas, projetaram os testes e construíram soluções que foram aprovadas pelos juízes da disputa.

Para a professora, a realização desse evento é uma forma de fortalecer as equipes de programadores locais. Nesse tipo de competição, disse ela, mais importante do que vencer, são as habilidades estimuladas como a capacidade de trabalhar em equipe, resolver problemas sob pressão, criatividade e inovação.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.