Amazonas Esportes

São Paulo enfrenta o Trujillanos pela Libertadores, à beira do buraco

Michel Bastos, o jogo do tudo ou nada/Foto: SP
Michel Bastos, o jogo do tudo ou nada/Foto: SP
Redação
Escrito por Redação

Na pior campanha de sua história na Copa Libertadores, o São Paulo precisa vencer o Trujillanos, hoje, terça-feira (05), no Morumbi, às 21h45, de Brasília, para aumentar as chances de se classificar às oitavas de final do torneio.
Com apenas dois pontos conquistados em três jogos, o clube paulista ocupa a terceira colocação do Grupo 1 e estará muito perto da eliminação precoce caso não vença os venezuelanos.

Se o São Paulo não vencer e ficar apenas com três pontos, por exemplo, dará margem para que The Strongest e River Plate ampliem a distância. Os dois outros times do grupo se enfrentam nesta quarta-feira, na Argentina, e se o time da casa ganhar chegará à liderança com oito pontos. Se os bolivianos, atuais líderes, vencerem, chegarão a 10 pontos e já estarão classificados se houver empate no Morumbi. Se os times empatarem no Monumental de Núñez, o River terá seis pontos e o Strongest ficará com nove.

Ou seja, se o São Paulo não vencer nesta terça-feira, precisará torcer por uma vitória boliviana na Argentina. Caso contrário, estará obrigado a vencer necessariamente os dois últimos jogos da fase de grupos, contra o River Plate, no Morumbi, e contra o Strongest, na altitude de La Paz – e nem assim, nesse cenário, a classificação do São Paulo às oitavas de final estaria garantida.

No planejamento interno, o clube trata o jogo desta terça-feira como uma decisão porque sabe que tem chances mínimas de vencer o Strongest em La Paz, na última rodada. Historicamente, o jogo contra o clube boliviano é um dos mais difíceis da Libertadores. Nos últimos quatro anos o Strongest teve 86% de aproveitamento dos pontos em casa – o número se torna expressivo ao ser comparado com o desempenho histórico do São Paulo, tricampeão do torneio, no Morumbi: 81% dos pontos.

Se vencer nesta terça-feira, o São Paulo chegará a cinco pontos e necessariamente irá reduzir ao fim da rodada a distância para River Plate e Strongest, uma vez que os dois se enfrentam na quarta-feira.

O técnico Edgardo Bauza definiu o São Paulo com novidades para o jogo decisivo no treino da última segunda-feira. O argentino barrou o volante Thiago Mendes, destaque da equipe em 2015, e testou o time titular com João Schmidt. Além dele, Kelvin ocupou a vaga de Daniel. O time do São Paulo deverá entrar em campo no Morumbi com: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson e João Schmidt; Kelvin, Ganso e Michel Bastos; Calleri.

O zagueiro uruguaio Diego Lugano segue fora após ter apresentado quadro de lombaldia, nem treinou na segunda-feira e não será relacionado para a partida. Além dele, seguem fora o goleiro Renan Ribeiro, o zagueiro Breno, o lateral Carlinhos e o atacante Rogério.(UOL)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.