Amazonas Cidades

Secretaria de Segurança do AM registra 24 horas sem homicídios em Manaus

Sérgio Fontes, Secretário de Segurança-Am/Foto: Nathalie Brasil
Sérgio Fontes, Secretário de Segurança-Am/Foto: Nathalie Brasil
Redação
Escrito por Redação

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informa que nas últimas 24 horas, não foram registradas ocorrências de homicídio em Manaus. O policiamento nas ruas de Manaus permanece de forma reforçada.
Da última sexta-feira (17), até às 16h10 da segunda-feira (20), a SSP-AM registrou 37 homicídios, sendo 35 por arma de fogo. O último homicídio registrado no Instituto Médico Legal (IML) foi uma vitima por arma branca às 16h10 do dia 20.

Na madrugada de ontem (21), uma operação coordenada pela SSP-AM reforçou o efetivo de policiais civis e militares, nas ruas em todas as zonas de Manaus. De acordo com o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, a operação foi adotada como forma de dar maior tranquilidade à população. “Estamos trabalhando intensamente nos últimos dias para tranquilizar a população, mostrando o nosso compromisso com o bem estar de todos. Entendemos que em situações como essa a população tende a ficar com medo. Mas garantimos que não vamos deixar os crimes impunes e estamos atrás de respostas para a sociedade”, disse Sérgio Fontes.

Sobre as investigações dos homicídios registrados nos últimos quatro dias, o secretário afirma que nenhuma hipótese tem sido descartada, e que a linha de investigação tem traçado uma estratégia de tempo e local dos crimes, identificando as ruas e horários que eles foram cometidos para identificação dos autores.

Ele ressalta que se a população tiver alguma informação que possa ajudar os trabalhos de investigações dos casos, pode entrar em contato por meio do Disque-Denúncia 181 da SSP-AM. “Não interessa o quanto de trabalho que teremos que percorrer, e quão difícil será o caminho, nós temos certeza que todos os policiais civis e militares, e pessoas ligadas ao Sistema de Segurança Pública estão empenhados em resolver essa questão”, declara.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.