Saúde

Secretário da saúde do AM discute parceria com Sírio Libanês e HCor, em SP

Redação
Escrito por Redação

O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, participa nesta quinta-feira (06), em Brasília, de discussões sobre a atenção ambulatorial especializada, que inclui temas como a escassez de especialistas em determinadas áreas e novas formas de ordenamento do fluxo de pacientes entre a atenção primária e a média complexidade, para auxiliar a suprir este quadro. Em Brasília, ele também vai tratar, junto ao Ministério da Saúde, da liberação de recursos para compra de equipamento para a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Amazonas (FCecon). Na sexta-feira (07), em São Paulo, ele acerta com o Instituto Sírio Libanês, parceria na área de ensino e pesquisa. Também na capital paulista, ele discute os detalhes de uma parceria com a Universidade do Estado de São Paulo (USP), na área de Telessaúde.

 
As questões relativas à atenção ambulatorial especializada, explica Pedro Elias, serão abordadas durante o quinto seminário do projeto CONASS Debate, que acontecerá a partir das 9h, no Hotel Nacional. Organizado pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o evento reunirá os gestores estaduais de saúde de todo o País, que irão discutir alternativas de enfrentamento dos problemas vivenciados nesta área, conhecerão algumas experiências exitosas e tratarão das políticas de organização da atenção ambulatorial especializada no Brasil.

“Esta é uma discussão sem dúvida muito importante, que pode ajudar os gestores a construir um diagnóstico mais preciso da situação em seus estados, com a finalidade de adotar medidas adequadas. O déficit de especialistas, em algumas áreas, é um fato, mas precisamos construir alternativas que nos permitam utilizar melhor a nossa capacidade de atendimento. Estou convencido de que o reordenamento do fluxo de pacientes, a partir da Atenção Primária, pode auxiliar muito nesse sentido”, diz Pedro Elias.

Ainda, em Brasília, nesta quinta-feira, às 14h30, o secretário terá reunião no Ministério da Saúde, para tratar da liberação de recursos do Fundo Nacional de Saúde (FNS), destinados à aquisição de equipamento de braquiterapia, para a FCecon. “São recursos que já estão aprovados, pendentes de liberação. Vamos pedir agilidade nesse processo, pois o equipamento é importante para otimizar o tratamento do câncer de colo uterino, na rotina de atendimento da Fundação Cecon”, disse o secretário.

Na sexta-feira (7), Pedro Elias segue para São Paulo, onde participa, pela manhã, da abertura do Fórum de Telerradiologia do Conselho Federal de Medicina. “Hoje, o Amazonas tem um trabalho muito importante nesta área, que funciona a partir da Central de Laudos montada na Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes, e que atende o interior do Estado, dando suporte à rede de hospitais da Susam, nos municípios”, frisou o secretário.

À tarde, ele tem reunião agendada no Instituto de Ensino e Pesquisa do Hospital Sírio Libanês, com o superintendente de Ensino da instituição, Roberto Padilha e com a diretora de Ensino e Pesquisa do Hospital do Coração (HCor), Bernadete Weber. Na pauta dos encontros estão projetos de formalização de parceria para ampliar o Programa de Telemedicina do Estado, com ênfase, principalmente, nas ações de prevenção ao câncer de colo uterino e, também, na criação de programas de educação em saúde. “Especificamente na reunião com a diretora do HCor, vamos discutir uma nova fase do programa de capacitação em cardiopediatria, desta vez com ênfase nos pediatras intensivistas neonatais, para ampliar o atendimento deste serviço na rede, especialmente no que diz respeito às cirurgias”.

 

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.