Amazonas Destaques Educação Política

Secretário de Educação do AM firma compromisso com lideranças indígenas

Secretário Rossieli Soares, conversa com indígenas/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação

Reunido com, aproximadamente, 200 lideranças indígenas representando mais de 20 municípios do Amazonas, incluindo a região metropolitana de Manaus, o secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, deu parecer positivo para a viabilização dos pleitos apresentados pelas etnias.
A reunião ocorreu no auditório do Centro de Formação Padre José de Anchieta (Cepan), no bairro Japiim, anexo à sede da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), em Manaus, e foi solicitada pelo Fórum de Educação Escolar Indígena do Amazonas (Foreeia).

Dentre os pleitos apontados pelos representantes indígenas e que, segundo o secretário de Educação, Rossieli Soares da Silva, serão providenciados, estão: a nomeação de um gerente de educação escolar indígena para a Seduc a partir da indicação que será providenciada por lideranças; a elaboração, conjuntamente com as lideranças, de material didático diferenciado, intercultural e bilíngue para uso de estudantes e professores indígenas; a realização de uma campanha de sensibilização de forma a abranger a sociedade para a importância dos povos indígenas, suas tradições e cultura, dentre outras providências.

Rossieli firmou com os representantes o compromisso, também, de constituir uma comissão para iniciar a elaboração de edital visando o lançamento futuro de um concurso público específico para o magistério indígena atendendo às demandas e especificidades das regiões indígenas do Estado.

A Seduc, também, deve propor ao Conselho Estadual de Educação Escolar Indígena do Amazonas (CEEI) a sugestão de mudanças em seu regimento de modo a agilizar os mecanismos burocráticos que hoje comprometem a celeridade da nomeação de seus conselheiros.

Outro pleito apresentado pelas lideranças e acatado pelo secretário de Estado de Educação, Rossieli Soares da Silva, diz respeito à sugestão da Seduc assumir a coordenação das políticas educacionais do Amazonas. “Neste pleito, em especial, podemos ir além. Vamos sugerir que criemos conjuntamente com líderes indígenas, uma comissão para discutirmos estratégias e ações para aprimorar a educação escolar indígena em desenvolvimento no Amazonas”, afirmou.

O titular da Seduc citou ainda que a Secretaria vai propor que as reuniões do Conselho Estadual de Educação Escolar Indígena do Amazonas sejam realizadas de forma itinerante, de modo a contemplar a participação, com maior destaque, de um número maior de indígenas que residem nos territórios etnoeducacionais do Amazonas, territórios estes que envolvem as regiões do Rio Negro, do Baixo Amazonas, Juruá/Purus, do Médio Solimões, do Alto Solimões, do Vale do Javari e Yanomami.

Rossieli Soares da Silva, especificou, ainda, os avanços na Educação Escolar Indígena do Amazonas desencadeadas pelo Governo do Estado, dentre as quais a instituição do Conselho de Educação Escolar Indígena que ganhou autonomia normativa e função deliberativa, diferente do que acontece com outros Estados e também da criação de uma meta específica tratando sobre a Educação Escolar Indígena no Plano Estadual de Educação.

Lideranças indígenas ouve o secretário Rossieli/Foto: Assessoria

                             Lideranças indígenas ouve o secretário Rossieli/Foto: Assessoria

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.