Saúde

Secretário de Saúde inaugura novos serviços de saúde em Tabatinga

Redação
Escrito por Redação

O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, concluiu nesta quarta-feira (12) a visita de dois dias que fez ao município de Tabatinga (distante 1.108 quilômetros da capital), onde representou o governador José Melo na inauguração oficial da Clínica de Fisioterapia e da Unidade de Terapia Semi-Intensiva do Hospital de Guarnição – unidade pertencente ao Exército – e participou da Assembleia Ordinária do Consórcio de Saúde Entre Entes Públicos do Alto Solimões (Asavida), que reúne os nove municípios da região. Na passagem pelo município, o secretário visitou, ainda, a Unidade de Pronto Atendimento e Maternidade Celina Villacrez Ruiz e o Laboratório de Fronteira (Lafron), unidades da rede estadual de Saúde.

“Foi uma agenda bastante produtiva em que tivemos a alegria de ver a expansão dos serviços de saúde prestados à população graças aos investimentos realizados pelo Governo do Estado, fortalecendo essa parceria importante com o Hospital de Guarnição, do Exército, e tendo a oportunidade de discutir com os representantes dos municípios do Alto Solimões medidas de fortalecimento do consórcio Asavida, que considero uma iniciativa muito interessante e que precisa ser expandida enquanto estratégia de gestão”, afirmou Pedro Elias.

Os investimentos, da ordem de R$ 2.016.154,65 que permitiram a inauguração da Clínica de Fisioterapia e da Unidade de Terapia Semi-Intensiva do Hospital de Guarnição foram feitos por meio da Companhia de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Ciama), decorrente de parceria entre o Governo do Estado e o Banco Mundial. Esta parceria inclui outras obras na região do Alto Solimões, como a construção de novos Sistemas de Águas dos municípios de Tabatinga e Atalaia do Norte e a reforma e ampliação dos hospitais das cidades de Atalaia do Norte e Benjamin Constant.

A Clínica de Fisioterapia ocupa uma área útil de 300m2 e foi construída anexo ao hospital. Toda climatizada, oferecerá à população cinesioterapia/mecanoterapia coletiva e boxes individuais, sala de crioterápica, área de hidroterapia com piscina de turbilhão aquecido e consultórios de neurologia e respiratório. Em média, o serviço já vem atendendo uma demanda de 70 pacientes/dia, a maioria vítimas de trauma e acidentes vasculares encefálicos (AVE).

Já a Unidade de Terapia Semi-Intensiva (UTSI), é a primeira da região e ocupa uma área aproximada de 170m2. “Com a inauguração dessa unidade passamos a oferecer seis novos leitos no Estado, sendo um de isolamento, com instalações completas de gases medicinais e monitoramento, consultórios, enfermagem e vestiários, que totalizam investimentos de R$ 856.689,82 somente em equipamentos médico-hospitalares”, esclarece o secretário.

Asavida – Na Assembleia Ordinária do Asavida, foram discutidas estratégias para o Consórcio se tornar o piloto no Amazonas. Segundo Pedro Elias o principal objetivo do consórcio é dividir a conta da municipalização da saúde, trazendo benefícios a todos os municípios participantes. “Até aqui, o consórcio tem atuado com ênfase na aquisição de insumos e medicamentos da farmácia básica, mas pode administrar outras questões, como contratação de especialidades médicas, por exemplo. Atualmente, temos exemplos em Minas Gerais e Paraná de que essa é a melhor forma para os municípios administrarem a municipalização da saúde. Nossa ideia é de que este consórcio seja o modelo para outras regiões do Estado”, afirma Pedro Elias.

Ainda em Tabatinga o secretário visitou a Maternidade Celina Villacrez Ruiz, onde está sendo estudada a possibilidade implantação de cirurgias eletivas ginecológicas; a Unidade de Pronto Atendimento (UPA); o Complexo Regulador; e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

O secretário também esteve no Laboratório de Fronteiras (Lafron), que está preparando uma nova sala para a instalação de três aparelhos para análise de carga viral e CD 04, exames importantes para pacientes com HIV/Aids. “Com a adequação desta sala e a instalação destes equipamentos, o Lafron Tabatinga passará a ser referência em exames de carga viral na região e atenderá todo o Alto Solimões”, explicou Pedro Elias.

Outra atividade da agenda foi uma conversa com os médicos do programa federal Mais Médicos, que estão atuando no município. A equipe é composta por quatro cubanos e um brasileiro, de origem tikuna, que se formou em Cuba.

“A diferença deste programa é que eles atuam diretamente na atenção básica, trabalhando na prevenção. Vamos colher esses resultados a médio e longo prazo, com a melhora de indicadores na área de mortalidade materna e infantil, a redução de pacientes com doenças crônicas agudizadas, entre outros aspectos”, destacou o secretário.

Pedro Elias finalizou a agenda em Tabatinga participando da reunião da Comissão de Inter gestores Regional (CIR) do Alto Solimões com os secretários de saúde municipais onde foram apresentados os resultados do Complexo Regulador Regional e do SAMU e sua implantação em todos os municípios da região. A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), representada pelo diretor-presidente da instituição, Bernardino Albuquerque, apresentou as ações nos municípios e o funcionamento do LAFRON.

“A região do Alto Solimões tem peculiaridades e projetos-pilotos que devem ser replicados em outras regiões do Estado. Um bom exemplo é o Teledermato, um dos braços do Programa de Telemedicina do Estado, que funciona na UBS São Francisco, assim como o Consórcio Asavida”, declarou o secretário.

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.