Amazonas Economia

Segundo a Anfavea, produção de veículos cai 18,2%, em agosto

Produtos de veículos cai, segundo a Anfavea/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

A produção de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus caiu 18,2%, em agosto, na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com balanço da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), divulgado hoje (4), na capital paulista.

Em agosto de 2015, foram produzidas 216.465 unidades, contra 264.626 em agosto de 2014. Em relação ao mês de julho, houve queda de 3,5%. No acumulado do ano, a produção já chegou a 1.730.708 de unidades,16,9% a menos do que o produzido no mesmo período do ano passado (2.083.393 unidades).

“Essa queda da produção em parte se deve ao ajuste de estoque que ainda vai continuar no mês de setembro e em outubro. O estoque passou de 345 mil unidades em julho para 357 mil em agosto. Temos estoque para 52 dias de vendas”, disse o presidente da Anfavea, Luiz Moan.

Vendas

A venda do setor caiu 8,9%. Foram comercializadas 207.250 unidades ante 227.617 unidades em julho. Na comparação com agosto do ano passado, houve queda de 23,9%. Naquele mês, foram vendidos 272.492 veículos. No acumulado do ano, as vendas atingiram 1.753.816 de unidades, 21,4% a menos em relação ao mesmo período de 2014.

“Esse mês de agosto tivemos dois dias úteis a menos de vendas do que julho. Em média diária, ficamos estáveis com relação a julho, o que não significa que estejamos satisfeitos e respiremos. Na verdade, continuamos em um momento bastante difícil de mercado, especialmente na área de caminhões”, disse Moan.

Segundo a Anfavea, a venda de caminhões caiu 10,5% em agosto (5.814 unidades) em relação julho (6.497 unidades). Na comparação com agosto de 2014, quando foram licenciadas 10.807 unidades, a queda foi de 46,2%. No acumulado do ano, a queda é de 43,5%.

Exportações

As exportações de autoveículos somam 34.591 unidades em agosto, alta de 21,9% na comparação com julho. Em relação ao mesmo mês de 2014, o crescimento foi de 9,2%. No acumulado do ano, a elevação chega a 10,5%%. Em valores, as exportações registraram aumento de 12,3% ante julho. No comparativo com agosto do ano passado, houve queda de 15,7% e no acumulado do ano, baixa de 10,7%.

Emprego

Segundo Moan, o emprego registrou nova queda (-1%) em agosto. “Pela programação de setembro deveremos ter, entre lay-off e férias, 27.400 funcionários fora das montadoras. Esse número sem contabilizar eventuais adesões ao PPE [Plano de Proteção ao Emprego]. Esse esforço, mais o PPE, demonstram fortemente a preocupação com a busca da manutenção do emprego e para minimizar ao máximo os efeitos de um possível desemprego”.(Agência Brasil)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.