Amazonas Cidades

Servidores do IML suspendem atividades por 12 horas com ameaça de greve

Reunião da Associação decide medidas a serem tomadas/Foto: Divulgação
Reunião da Associação decide medidas a serem tomadas/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

Os peritos do Instituto Médico Legal (IML) realizarão uma paralisação por 12 horas na próxima segunda-feira (03), conforme decisão  tomada durante uma reunião entre servidores do  órgão e o sindicato dos Peritos Oficiais do Estado do Amazonas (SINPOEAM) realizada na tarde de ontem, quarta-feira (29), no auditório do IML, na avenida Noel Nutels, bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus.

A categoria reivindica reajuste salarial e melhoria nas condições de trabalho.

De acordo com a assessoria do Sinpoeam, uma reunião será marcada pela classe com o governador José Melo (Pros). Caso não haja evolução nas negociações, os servidores mantém a paralisação de 12 horas com a possibilidade de greve.

“A classe decidiu a paralisação de 12 horas para sensibilizar o governo sobre os direitos de reajustes que não tivemos. Outro fator são as péssimas condições de trabalho”, disse o perito André Segundo, do comando da greve.

A deliberação de greve prevista para o dia 7 de agosto irá paralisar 100% os serviços do IML.

Em respeito a população, apenas os cadáveres serão coletados das rua.

Ao todo, 192 peritos criminais trabalham no Estado na identificação humana – civil e criminal, segundo a assessoria.

Em nota, a Associação dos Peritos Oficiais do Amazonas (Sinpoeam) esclarece que os peritos sempre se pautaram pelo cumprimento das normas vigentes na Instituição Polícia Civil.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.