Amazonas Política

Setor primário do AM na pauta de prioridades do Ministério da Agricultura

Secretário Sidney Leite, em encontro sobre setor primário/Foto: Felipe Augusto
Redação
Escrito por Redação

A cadeia produtiva da fruticultura, piscicultura, pecuária e da mandioca, estão na pauta de prioridades do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que está elaborando um Plano de Desenvolvimento Agropecuário para a região norte do país.
Na última sexta-feira (27), ocorreu o terceiro encontro entre uma equipe técnica do Mapa e representantes do Governo do Amazonas, entidades representativas do setor primário e instituições de pesquisa, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Amazonas (Faea).

O plano tem o objetivo de potencializar as cadeias produtivas prioritárias dos estados do norte, levando em consideração a indicação dos órgãos competentes. Com o plano, essas cadeias terão apoio financeiro do Governo Federal, através do Mapa. O secretário de Produção Rural do Amazonas, Sidney Leite, que esteve presente na reunião, defendeu que o Amazonas tem a vocação para o cultivo do açaí, abacaxi, mamão, maracujá e banana, dentro da fruticultura. Na produção de pescado, ele destacou a pesca manejada e a piscicultura.

“O Amazonas é um Estado que precisa ser olhado com bastante carinho, trabalhar uma cadeia produtiva aqui é pensar em produzir, beneficiar e vender”, disse o secretário acrescentando que o apoio do Governo Federal é indispensável nesse processo.

Sidney Leite defendeu também os investimentos para potencializar a pecuária de corte e leite e a cultura da mandioca. “A pecuária é um setor que precisa ser fortalecido. Isso requer investimentos em melhoramento genético do animal e criar condições de pastagens de qualidade”, disse.

A cultura da mandioca entra no plano de desenvolvimento com um processo de mecanização do sistema de produção, o emprego de tratores e a correção da acidez do por meio do calcário.

A partir desse levantamento os técnicos do MAPA irão emitir um relatório de sugestões coletadas nessa e das reuniões anteriores. A expectativa é que o plano com as informações do Amazonas seja concluído até o primeiro trimestre do ano que vem.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.