Amazonas Economia

Sinapse transformará projetos de pesquisas em negócios inovadores no AM

Carlos Schneider, superintendente do CERTI/F
Redação
Escrito por Redação
Carlos Schneider, superintendente do CERTI/F

Carlos Schneider, superintendente do CERTI/Foto; Divulgação

Será realizada, hoje, quarta-feira (25), a primeira etapa da operação piloto do Programa Sinapse da Inovação, programa montado numa parceria da FAPEAM com a Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), que visa transformar os resultados de projetos de pesquisa de universidades e instituições de ciência, tecnologia e inovação em produtos inovadores competitivos, além de fortalecer o empreendedorismo inovador.
O workshop será realizado no Hotel Caesar Business, localizado na Avenida Darcy Vargas, bairro Chapada, das 14h00 às 18h00, e contará com a participação do superintendente geral da Certi, Carlos Alberto Schneider; do diretor do Centro de Empreendedorismo Inovador da Certi, Leandro Carioni, que é o responsável pelo Sinapse da Inovação no Amazonas. Na ocasião, serão apresentadas as etapas de trabalho que serão realizadas ao longo de 20 meses, como a capacitação, proposição e seleção de ideias, pré-incubação e auditorias.

Durante o workshop, segundo Schneider, será exposta aos representantes das entidades de CT&I e empresariais a maneira como o Programa Sinapse da Inovação apoiará a dinamização da atividade de inovação no contexto de cada entidade, fortalecendo as iniciativas de empreendedorismo inovador. “Será explicado como se espera que aconteça a interação de todos os atores com o Programa. O objetivo é proporcionar, ao maior número possível de empreendedores, a oportunidade de fomento à criação de uma empresa inovadora”, ressaltou.

Conforme Schneider, na operação piloto, o Programa Sinapse da Inovação da FAPEAM, a maioria das empresas será fornecedora de soluções inovadoras para a modernização de outras atividades empresariais. Ele afirmou que a atividade de inovação implementará um processo sistêmico de criação de startups e proporcionará às incubadoras e parques tecnológicos oportunidade para consolidarem empresas inovadoras. “Todos os desdobramentos potencializam o Sistema de Inovação do Estado do Amazonas”.

De acordo com a diretora-presidenta da FAPEAM, Maria Olívia Simão, o Sinapse pretende preencher as lacunas existentes no ecossistema de inovação do Estado e fomentar a criação de empreendimentos inovadores. Ela pontuou que isso é possível a partir de ideias geradas por estudantes, pesquisadores e profissionais de diferentes setores do conhecimento econômico. “Podem ser apresentados projetos na área de biotecnologia, tecnologia da informação, uso dos produtos tradicionais da região, por exemplo. Também podem ser produtos e processos. Ao final do programa, a meta é gerar pelo menos 40 empresas startups”, disse.

Antes, nesta segunda e terça (23 e 24/02), uma equipe da FAPEAM irá realizar visitas às instituições de ensino e pesquisa, incubadoras, núcleos de inovação tecnológica, representantes da indústria para apresentar as propostas e sensibilizá-los para participarem do workshop.

Após a etapa de estruturação das parcerias locais, A FAPEAM lançará o edital Sinapse da Inovação. Será desenvolvido um processo de orientação aos empreendedores por meio de palestras nas entidades participantes, divulgação através das mídias, para ampla orientação aos estudantes, pesquisadores e profissionais que queiram desenvolver um empreendimento inovador.

Parceria Certi e FAPEAM

Trata-se de um termo de cooperação assinado entre a FAPEAM e a Certi de Florianópolis, cujo aporte financeiro é de R$ 1,8 milhão em recursos próprios da FAPEAM. O documento foi assinado no mês de dezembro de 2014 durante a cerimônia de abertura do Fórum Nacional dos Conselhos Nacionais das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e dos Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação (Consecti).

Comentários

comentários

Deixe seu comentário