Amazonas Cidades Destaques

Sistema de Segurança do AM registra 10,8 mil prisões, segundo Sérgio Fontes

Secretário Sérgio Fontes(SSP), completa um ano no cargo/Foto: Sharon Andrade
Secretário Sérgio Fontes(SSP), completa um ano no cargo/Foto: Sharon Andrade
Redação
Escrito por Redação

A produtividade das Polícias Civil e Militar, com apoio da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), resultou em 10,8 mil prisões no ano de 2015, uma média de 900 por mês, sendo na sua maioria, por tráfico de drogas, roubo qualificado e roubo simples. O balanço com esses números foi divulgado hoje, quarta-feira (13), pelo secretário de Segurança Pública do AM, Sérgio Fontes, que completou um ano no cargo, durante a primeira reunião quinzenal com os órgãos de segurança do Estado.
Ele destacou que no geral, as polícias, com apoio da SSP-AM, por meio da Secretaria-Executiva-Adjunta de Operações (Seaop), e de Inteligência (Seai), melhoraram as prisões de forma qualitativa, retirando das ruas criminosos com alta periculosidade e contumazes nos crimes. “Na questão do tráfico de drogas, tivemos mais de 3 mil prisões. O número é menor do que o ano passado, mas envolve pessoas que tinham maior comando no tráfico , o que refletiu positivamente no sistema”, afirmou.

Sérgio Fontes destacou o trabalho integrado das duas polícias, fundamental para as prisões e investigações. “A Polícia Militar, que atua no policiamento ostensivo, diariamente, retira das ruas criminosos que estão perturbando a paz da população, seja com o tráfico ou em crimes de roubos e furtos. Já a Polícia Civil tem um papel fundamental que é investigar os crimes, em alguns casos, durante a investigação, descobrem que uma única pessoa praticava vários crimes”, ressaltou.

Na primeira reunião quinzenal do Sistema de Segurança Pública foram discutidas as ações que serão desenvolvidas ao longo do ano no combate a criminalidade em Manaus e no interior do Amazonas. “Sabemos que todos os órgãos tiveram grandes feitos no combate à violência, mesmo com a grande crise econômica que afeta a questão de recursos. Esse ano de 2016, ainda estamos na mesma situação econômica e teremos novos desafios como o controle da violência urbana”, disse.

O secretário parabenizou os comandos das instituições de Segurança, dentre eles: o comandante da Polícia Militar, coronel James Frota, o delegado-geral da Polícia Civil, Raimundo Acyoli, o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Leonel Feitosa, e comandante do Corpo de Bombeiros, Fernando Sérgio. “Mesmo com poucos recursos, acreditamos que houve grande empenho dos gestores em garantir a segurança da população”, afirmou.

Ele destacou que em 2015, o crime de furto caiu cerca de 3% em toda a cidade e os roubos, apesar de maiores que 2014, passaram a ter redução mês a mês. “O combate ao crime organizado traz mudanças na atuação dos criminosos. O que foi feito em 2015, como a apreensão recorde de mais de 10 toneladas de droga, a prisão de criminosos e a desarticulação de grandes quadrilhas, terá um grande efeito no combate a violência, que pode não ser imediato para a população, mas irá mudar o cenário de violência urbana em  breve”, disse.

Parcerias com órgãos federais e estaduais – A atuação integrada entre órgãos do sistema também se estendem a demais instituições federais e do Estado que, juntos, intensificaram as ações de segurança em 2015.  Em novembro do ano passado, a SSP-AM, em parceria com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), deflagraram, a operação “Cetano” com o objetivo de desarticular uma organização criminosa envolvida no desvio de combustível que abastecia termoelétricas de Manaus. Investigações apontaram o prejuízo de R$ 1 milhão, por mês, ao erário público, com o furto de 500 mil litros de combustível.

Também em 2015, no mês de outubro, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), em parceria com o Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), realizou a operação “Blackout”  com intuito de combater diversos crimes cometidos numa invasão, situada no bairro Tarumã, na zona Oeste de Manaus.

Órgãos de Segurança reunidos, avaliam atuação/Foto: Sharon Andrade

                         Órgãos de Segurança reunidos, avaliam atuação/Foto: Sharon Andrade

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.