Amazonas Política

Substituição das sacolas plásticas voltará a ser debatida na CMM

O aumento da quantidade do material não reciclável/Foto: Robervaldo Rocha
O aumento da quantidade do material não reciclável/Foto: Robervaldo Rocha
Redação
Escrito por Redação

Os debates sobre a substituição de sacolas plásticas por material biodegradável, nos estabelecimentos comerciais da cidade, deverão ser retomados a partir de fevereiro, quando os trabalhos da Câmara Municipal de Manaus, quando os trabalhos serão reiniciados, proposta do presidente da Comissão de Meio Ambiente da Casa, vereador Everaldo Farias (PV), cujo objetivo reduzir a quantidade de material não reciclável descartado no meio ambiente.
No retorno dos trabalhos, o parlamentar vai pedir preferência para que a indicação seja votada e aprovada pela Casa Legislativa para então ser enviada ao prefeito Arthur Neto. “As sacolas convencionais não são recicláveis e são consideradas as maiores poluidoras do meio ambiente, podendo levar até 400 anos para se decompor. Diminuindo o seu uso podemos reduzir a contaminação dos igarapés e a poluição do meio ambiente em geral”, explicou o vereador.

Ele ressaltou que as sacolas convencionais podem ocasionar a morte de diversas espécies quando jogadas nos rios. “Pesquisas comprovaram que apenas 5% da produção de sacolas é incinerada  e o restante fica na natureza. Em contrapartida, as sacolas biodegradáveis desaparecem da natureza em apenas 18 meses, impactando menos o meio ambiente”, completou o parlamentar.

De acordo com a minuta elaborada por Everaldo, as sacolas plásticas devem atender a requisitos como a degradação por oxidação em um período de tempo especificado, ser biodegradável e reutilizável. Caso aprovada, a proposta prevê advertência; multa, em caso de reincidência, e suspensão do Alvará de Funcionamento do estabelecimento até a devida regularização

“Vou pedir preferência para a nossa proposta assim que os trabalhos em plenário retornarem. Nossa capital precisa se adequar a essa medida que já foi adotada em vários estados do país. Espero contar com a compreensão e o mesmo entendimento dos  colegas vereadores”, finalizou Everaldo.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.