Colunas Mário Frota

Supermercado passa a cobrar taxa de estacionamento(Por Mário Frota)

Vereador Mário Frota(AM)
Vereador Mário Frota(AM)
Redação
Escrito por Redação

Absurdo dos absurdos! Só estava mesmo faltando os supermercados de Manaus cobrar pelo estacionamento. A minha preocupação é que, se a sociedade não reagir, automaticamente outras redes de supermercados vão cobrar pelo uso dos seus estabelecimentos. É só uma questão de tempo. Quem quer apostar?
Não é correto que shoppings, hospitais, clínicas e, agora o Carrefour, da Avenida Umberto Calderaro, nos explorem com taxas elevadas de estacionamento. Por meio deste blog e da tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), denunciei o absurdo que vem fazendo o citado Carrefour que, a partir de agora, cobra R$ 8,50 a quem ultrapassar um minuto além dos 30 do prazo de tolerância.

Só estava mesmo faltando os supermercados de Manaus cobrar pelo estacionamento. A minha preocupação é que, se a sociedade não reagir, automaticamente outras redes de supermercados vão cobrar pelo uso dos seus estabelecimentos.  É só uma questão de tempo. Quem quer apostar?

Como representante do povo da nossa Manaus, recuso-me a aceitar que esse mesmo povo seja explorado por empresas que, com tal atitude, demonstram por ele o mais soberano desprezo. Reafirmo o que disse há dias por intermédio deste blog que esses empresários, em época de crise como a que vivemos, deveriam, caso tivessem um mínimo de sensibilidade, era estender tapetes vermelhos para receber os compradores dos seus produtos. Pelo contrário, mesmo antes de entrar os pobres coitados, por eles transformados em vítimas, são obrigados a pagar pelo uso do estacionamento. Absurdo dos absurdos! Esse tipo de coisa é o que chamo de capitalismo burro, pelo avesso, pois, em viagens que fiz pelos Estados Unidos e Europa, nunca vi nada igual.

Eu só quero entender. Ora, se é obrigado por lei que shoppings, hospitais, clínicas e supermercados, instalem parques de estacionamento, então por que a cobrança?

O conselho que dou é que a sociedade manauara, vítima desses espertalhões, não pode se resignar frente a tal coisa. Não pode se render, mas reagir, evitando fazer compras, por exemplo, no Carrefour da Umberto Calderaro, antiga Paraíba.(Mário Frota é advogado, vereador de Manaus pelo PSDB, presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da CMM)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.