Esportes

Técnico de Zanetti critica Forças Armadas: ‘Só pegam atleta pronto’

O ginasta Arthur Zanettie é terceiro sargento da Aeronáutica/Foto: divulgação
O ginasta Arthur Zanettie é terceiro sargento da Aeronáutica/Foto: divulgação
Redação
Escrito por Redação
O ginasta Arthur Zanettie é terceiro sargento da Aeronáutica/Foto: divulgação

O ginasta Arthur Zanettie é terceiro sargento da Aeronáutica/Foto: divulgação

O ginasta e terceiro sargento da Aeronáutica Arthur Zanetti conquistou uma medalha de prata nesta segunda-feira (15), na final das argolas, e prestou continência no pódio olímpico. Ele é um dos 7 medalhistas militares brasileiros na Rio-2016.

Após a conquista, o treinador do ginasta, Marcos Goto, alfinetou as Forças Armadas, acusando-os de só pegarem atletas já formados, como destacou o UOL Esporte.

“Gostaria que os militares fizessem um trabalho de base, eu tiraria o chapéu para eles. Agora apoiar atleta de alto nível é muito fácil. No dia que os militares formarem crianças, apoiar a iniciação, apoiar treinador, aí eu tiro o chapéu. Pegar o atleta pronto é muito fácil. Até eu”, disse Goto.
“Quem dá treino para meu atleta sou eu: não os militares”, acrescentou o treinador.

Horas depois, o Ministério da Defesa se manifestou e envio uma nota à imprensa sobre o caso. Leia abaixo:

“Técnico do sargento Zanetti critica Forças Armadas: “Só pega atleta pronto””, publicada no portal UOL, nesta segunda-feira, dia 15/08, o Ministério da Defesa informa que o trabalho de Desporto Militar da Pasta, inclui, além do Programa de Atletas de Alto Rendimento, o Programa social Forças no Esporte (Profesp).

Em parceria com os ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e do Esporte, o Profesp beneficia cerca de 21 mil crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. Com atuação em 89 municípios de 26 estados brasileiros, tem por objetivo democratizar o acesso à prática e à cultura do esporte, como fator de formação da cidadania e de melhoria da qualidade de vida, além de promover o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens.

Os alunos participam de atividades esportivas educacionais e de lazer, de reforço escolar, de aulas de música, de laboratórios de informática visando à inclusão digital e de oficinas de treinamentos que orientam para diversas especialidades técnicas, facilitando o ingresso no mercado de trabalho.

O Profesp também vem revelando alguns atletas promissores, como por exemplo, o jovem Joseias Chagas, de 17 anos, que pratica corrida de fundo de atletismo. Joseias vem conquistando medalhas em competições de sua categoria e inclusive, carregou a Tocha Olímpica, símbolo do desporto mundial, na cidade de Morrinhos (GO), representando o Programa de Desporto Militar.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.