Amazonas Política

Thomaz Nogueira manifesta apoio ao PL que cria Fórum Estadual de C&T

Secretário Thomaz Nogueira, da Seplancti/Foto: Reprodução TV/Am
Redação
Escrito por Redação

O secretário de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), Thomaz Nogueira, manifestou resposta positiva a respeito do Projeto de Lei (PL) nº 153/2015, que cria o Fórum Estadual de Ciência e Tecnologia, segundo informação prestada pelo deputado estadual, Bi Garcia (PSDB), autor da matéria, durante o grande expediente, de hoje, na Assembleia Legislativa.
Segundo o parlamentar, o titular da Seplancti relatou, por meio de ofício, que os objetivos do Fórum de Ciência e Tecnologia vêm ao encontro dos desafios para esta área no Estado. “O secretário Thomaz Nogueira destacou que o fórum requer a produção de novos conhecimentos e o desenvolvimento de produtos e processos. Ele ainda acrescentou que esse PL  aprovado por esta casa legislativa, vem somar com a proposta do Estado que é a construção favorável à discussão de Ciência, Tecnologia e Inovação”, comentou.

Conforme o deputado, com o aval do secretário, agora o próximo passo é a sanção da lei pelo governador José Melo (Pros). “Estamos apenas esperando a sanção do governador para que possamos colocar o fórum na pauta das discussões que teremos na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no Amazonas, que será realizada dos dias 23 a 25 de novembro, no Centro de Convenções do Amazonas – Vasco Vasques”, disse.

Palestra

Bi Garcia aproveitou a tribuna para comentar sobre palestra apresentada por ele, tendo como tema o Sistema de Empreendedorismo e Contas Públicas. O evento foi realizado na noite de ontem (22), em Sena Madureira, no Estado do Acre.

O deputado foi convidado pela direção do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) pelo destaque ao ter recebido o Prêmio de Prefeito Empreendedor em 2010 , com ênfase em contas publicas e inovação tecnológica na gestão pública.

“Foi uma palestra bastante prazerosa de implantar Micro e Pequenas Empresas (MPEs) na compras governamentais de municípios do interior do Acre. A lei 123/2006, que é o Estatuto Nacional das MPEs, estabeleceu prioridades que serão adotadas pelos municípios e nisso contei minha experiência durante a minha gestão como prefeito em Parintins para exemplificar como os gestores municipais poderiam agir”, conclui.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.