Amazônia Tocantins

TO: Justiça decreta prisão de líderes de milícia indígena que atua em Oiapoque

Oiapoque
Redação
Escrito por Redação

A Justiça brasileira decretou nesta quinta-feira (24) a prisão de dois indígenas franceses que estariam supostamente liderando uma milícia responsável por atacar e saquear embarcações de brasileiros que atuam em garimpos ilegais na divisa entre o Amapá e a Guiana Francesa. As ações aconteciam em áreas de rio e floresta na região do município de Oiapoque, a 590 quilômetros de Macapá.

O delegado de Polícia Civil Charles Correa, que representou pela prisão, justificou o pedido após apontar ao menos três ocorrências envolvendo os indígenas. A milícia atua em grupo abordando os barcos usando armas de fogo e facões. Garimpeiros relataram os ataques no rio Oiapoque, próximo ao distrito de Vila Brasil e a comunidade francesa de Camopi.

Apesar de atuarem na fronteira, os indígenas são franceses e o pedido de prisão foi informado à Guiana. O decreto estabelece que eles só podem ser detidos no território brasileiro.

“A intenção deles é fazer ataque aos garimpeiros. Já chegam atirando nas embarcações brasileiras que estão no território francês para roubar alimentos. Os brasileiros são obrigados a se jogar no rio ou se esconder na mata”, completa Charles Correa.

Segundo a polícia, os produtos roubados dos brasileiros são distribuídos entre os moradores da aldeia como forma de manter o prestígio e a liderança entre os indígenas.

Fonte: Portal Rhemanet

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.