Amazônia Tocantins

TO: quatro casos de Zika vírus foram registrados em Palmas, diz Sesau

Redação
Escrito por Redação

Três municípios  Tocantinense estão com casos confirmados de Zika vírus. Quatro casos foram registrados em Palmas, um em Araguaína e outro em Colinas do Tocantins. Cerca de 200 notificações estão sob investigação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) no estado. Os casos da doença têm aumentado em todo o país, assim comoas ocorrências de microcefalia, pois 40 bebês já nasceram com malformação no Tocantins.

A diretora de Vigilância Epidemiológica das Doenças Vetoriais e Zoonoses, Mary Ruth Batista Gloria Maria informou que os casos estão sendo notificados pelos municípios. “Até o momento são seis casos confirmados através de exames. Os municípios estão encaminhando os casos suspeitos, que são cerca de 200 em todo o estado. O material já foi coletado e estamos aguardando o resultado para poder confirmar ou não as suspeitas”, informou.

O Ministério da Saúde confirmou até o momento a morte de seis bebês por microcefalia, que podem estar relacionadas com o Zika vírus, nenhuma delas no Tocantins. Mary Ruth explica ainda que a infecção pelo Zika vírus está sendo investigada por pesquisadores.

“Alguns estudos apontam a contaminação através da urina, do leite materno, do sêmen e da saliva, mas nada foi confirmado ainda. Vale ressaltar que a principal forma de contrair a doença é ainda o mosquito Aedes aegypti. Não tem nenhum estudo que comprove outros meios de se contaminar com o Zika”, explicou.

Doença
O Zika é transmitido pelo Aedes aegypti, o mesmo portador do vírus da dengue e do chikungunya. A diretora informou que os métodos de prevenção seguem os mesmos padrões para todos os casos e com o período chuvoso se aproximando é bom ficar atento para que não haja recipientes que acumulem água dentro e fora de casa.

“Desde o início do ano estamos desenvolvendo ações que combatem a criação do Aedes aegypti. Servidores da saúde estão sendo capacitados, mas a melhor forma de evitar uma epidemia e a ajuda da própria população”, ressaltou.

Apesar de ter sintomas menos agressivos do que da dengue, a pessoa com Zika pode apresentar febre intermitente, erupções na pele, coceira e dores musculares. A doença evolui de forma benigna e geralmente essas manifestações desaparecem com aproximadamente três a sete dias.

(Novaprolink)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.