Amazonas Cultura

‘Tons sobre Tom’ faz uma homenagem ao mestre da MPB, Tom Jobim

Tom Jobim, o homenageado da Amazonas Jazz Band/Foto: Arquivo
Tom Jobim, o homenageado da Amazonas Jazz Band/Foto: Arquivo
Redação
Escrito por Redação

Reviver o apogeu da Música Popular Brasileira por meio das obras de seu maior compositor, arranjador, cantor e maestro, brasileiro até no nome, Antônio Carlos Brasileiro de Almeida Jobim, ou simplesmente, Tom Jobim, é o que poderá ser conferido no concerto “Tons sobre Tom”, que acontece amanhã (30), no Teatro da Instalação, às 19h00, com entrada gratuita.
Com o talento dos músicos da Amazonas Jazz Band e a regência do maestro Rui Carvalho, no concerto vão ser apresentadas músicas que marcaram a trajetória musical de Tom Jobim e o fizeram ter reconhecimento nacional e internacional, como a referência nacional“Garota de Ipanema”, com arranjo Homero Lotito, “Triste” e “Insensatez”, com arranjos de Rui Carvalho, “Ela é Carioca”, com arranjo de Gilson Peranzzetta, “Samba de uma Nota só”, com arranjo de Rui Carvalho, “Desafinado”, com arranjo de Frank Mantooth, “Corcovado”, com arranjo de Bob Mintzer, “A Felicidade”, com arranjo de David Sharp, “O Morro Não Tem Vez”, com arranjo de Rui Carvalho, dentre outros sucessos.

Característico das apresentações da Amazonas Jazz Band é o entusiasmo que provoca no público, envolvido com a qualidade das interpretações e atento às interações positivas feitas pelo seu maestro, Rui Carvalho.

“Será, certamente, um grande show da Amazonas Jazz Band, pois o jazz é a expressão da alma, um gênero musical rico de influências, sons e histórias que encontra no Brasil, por meio de sua rica miscigenação, um grande celeiro de artistas, como Tom Jobim, que soube traduzir o espírito brasileiro em forma de música”, declarou o secretário de Estado de Cultura, Robério Braga.

Vinícius de Moraes e João Gilberto foram alguns dos grandes nomes que acompanharam Tom, principalmente na consolidação do movimento da Bossa Nova, ainda na década de 50.

Na década de 60, compõe, juntamente cdaom Vinícius de Moraes, aquela que foi sua canção de maior sucesso: Garota de Ipanema. Consagra-se internacionalmente e, em 1967, chega a gravar um disco com o mito americano Frank Sinatra.

A influência de sua música era cada vez mais reconhecida. Em sua carreira, recebeu homenagens de compositores como Herbie Hancock e Ron Carter.

O cantor e compositor fez seu último show em 1994, em Jerusalém. No final desse mesmo ano, faleceu por parada respiratória.

Amazonas Jazz Band

Corpo Artístico da Secretaria de Estado de Cultura, a Amazonas Jazz Band foi criada em 2000. Desde então, atua com nomes consagrados da cena jazzística mundial tanto no Festival Amazonas Jazz como no projeto Amazonas Jazz Band Convida. Dentre os nomes com os quais dividiu o palco ao longo desses 15 anos, figuram artistas como David Liebman, Bob Mintzer, Chico Pinheiro, John Fedchock, Mauro Senise, Gilson Peranzetta e Dave Hanson, só para citar alguns. Constam do repertório da Amazonas Jazz Band, ainda, dois CDs: Amazonas Jazz com Vinicius Dorin (2009) e com Gilson Peranzetta e Mauro Senise (2012).

A trajetória de sucesso da Amazonas Jazz Band leva a assinatura do regente, arranjador e educador Rui Carvalho desde 2001. Dentre os trabalhos à frente da Amazonas Jazz Band, Rui Carvalho assina a direção artística do Festival Amazonas Jazz desde sua primeira edição, em 2006. Doutor e Mestre em Música pela UniCamp (SP), possui alguns de seus trabalhos para big band publicados nos EUA. É membro conselheiro da ISIM – InternationalSociety for Improvised Music, com sede em Ann Arbour, MI, EUA.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.