Entretenimento

Transexual crucificada na parada de SP participará da série ‘Sense8’

Conhecida internacionalmente após encenar uma “crucificação” na última Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, a modelo transexual Viviany Beleboni, de 29 anos, vai novamente fazer uma performance na edição do evento deste ano, que ocorre no próximo domingo (29).

Em entrevista ao ‘O Estado de S. Paulo’, ela descartou o uso da cruz, mas adiantou que vai usar um símbolo religioso, sem dar mais detalhes. A modelo revelou que participará da gravação do seriado da Netflix, ‘Sense8’.

Na última edição do evento, Viviany causou polêmica e o objetivo da performance será semelhante: crítica ao fundamentalismo religioso e ao “retrocesso” dos políticos conservadores. A 20ª edição da Parada terá como principal bandeira a aprovação da Lei de Identidade de Gênero para travestis e transexuais. Serão 17 trios voltados para o tema.

Viviany disse ao jornal que não vai se intimidar mesmo diante de ameaças de morte das quais estaria sendo vítima. “Me ameacem de morte a tiro, como me ameaçaram esta semana ou não, eu vou estar lá. Porque cachorro que late não morde. Enquanto estiver viva, vou falar de religião porque eles (políticos) distorcem para criar ódio contra a comunidade LGBT.”

A Parada deste ano, que entrou para o calendário oficial da cidade, terá seu menor repasse de verbas da Prefeitura: um valor efetivo de R$ 1,2 milhão, embora o teto seja de quase R$ 1,5 milhão. No evento, serão 2 mil ambulantes cadastrados, o mesmo total da Virada Cultural, segundo Líbia Miranda, diretora-geral da 4X Entertainment, empresa que assumiu a captação de recursos com empresas privadas e públicas. Líbia afirmou ainda que será contratada segurança privada para reforçar o apoio dos homens da Polícia Militar.

Pela primeira vez, a Parada vai ser transmitida virtualmente, com cinco câmeras espalhadas no percurso dos trios, e pode ser acompanhada pelo canal da Prefeitura no YouTube.

(NOTÍCIAS AO MINUTO)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.