Amazonas Destaques Política

UEA inaugura núcleo de estudos e pesquisas sobre o Polo Industrial de Manaus

Reitor Cleinaldo Costa(UEA), em palestra sobre inovação/Foto: Roberto Carlos
Redação
Escrito por Redação

Inaugurado hoje, quarta-feira (09), pela Universidade do Estado do Amazonas, o núcleo “Observatório do Polo Industrial de Manaus (PIM) da UEA”, que vai produzir um banco de dados sobre estudos e análises de cenários macroeconômicos das empresas do PIM, para servir como fonte de pesquisa e informação para a imprensa, sociedade e empresários, projeto desenvolvido por professores e acadêmicos do curso de Economia da Escola Superior de Ciências Sociais (ESO) da UEA, e deve fortalecer o diálogo da universidade com as indústrias do Amazonas.
Todas as informações e conteúdos sobre as empresas do PIM estarão disponíveis no site observapim.com.br. Os dados sobre as empresas são coletados das Secretarias Estaduais de Fazenda (Sefaz), de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplan-CTI) e da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), e transformados em linguagem apropriada para pesquisa.

O núcleo “Observatório do PIM da UEA” vai funcionar no prédio anexo da ESO, localizado no bairro da Cachoeirinha, zona sul da capital, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h. Segundo a coordenadora do projeto, Fabiana Lucena, esse trabalho deve atender às necessidades de informações, como dados e estatísticas, referentes ao PIM.

“Estamos trabalhando nesse projeto há 60 dias e essa iniciativa partiu de reuniões que aconteceram com a gestão superior da UEA e o Centro da Indústria do Estado do Amazonas. Verificou-se que a universidade poderia ser uma ponte importante no sentido de prestar essa assessoria e consolidar uma base de dados, disponibilizando para a sociedade tudo aquilo que faz parte do Polo Industrial”, disse Fabiana Lucena.

O projeto conta com a parceria da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Amazonas (Fapeam). Conforme o reitor da UEA, Cleinaldo Costa, a proximidade da UEA com o ramo industrial do Estado consolida novos benefícios para o ramo empresarial e acadêmico.

“O nosso grupo de trabalho formado pela UEA, Cieam, Fapeam e Fieam vem pensando em estratégias e qualidade de formação dos nossos alunos e egressos para o Polo Industrial de Manaus. E com essa iniciativa  do Observatório vamos ter vantagem econômica para o nosso Estado, porque vai permitir verificar a realidade de forma numérica, quantitativa e qualitativa e vai trazer oportunidade de dialogar mais de perto com o Polo industrial”, disse Cleinaldo Costa.

Conhecimento – A equipe do projeto é formada por três professores e quatro alunos da área de economia da UEA. Os acadêmicos selecionados passaram por um processo seletivo para entrar no projeto, que visa impulsionar publicações nas áreas de economia e gestão dos alunos da instituição.

O acadêmico do quarto período do curso economia da UEA, Bruno Ruas, 23, afirmou que essa oportunidade vai aperfeiçoar seus conhecimentos em sala de aula.  “O benefício maior em fazer parte desse projeto é ter a oportunidade de ter mais proximidade da prática com a teoria. E no Observatório vamos a cada projeto ter um desafio novo nesse ramo empresarial”.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.