Amazonas Educação Política

UEA pode ter em 2017, o curso de graduação em Gerontologia

Comitiva liderada pelo diretor da Unati, médico Euler Ribeiro/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação

O vereador Elias Emanuel (PSDB), esteve na última segunda-feira (25), no estado de São Paulo, para conhecer o curso de Gerontologia da Universidade Estadual de São Paulo (USP), com o objetivo de levar e aprovar o curso no Conselho da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), com a previsão de que as primeiras turmas, já entrem em 2017.
Desde 2006, a UNATI já formou mais de 350 profissionais em cursos de pós-graduação em Gerontologia, a ciência que estuda o envelhecimento saudável. Agora, o diretor da Universidade Aberta da Terceira Idade (Unati), Euler Ribeiro, quer implementar a graduação do curso, em Manaus. Defensor da qualidade de vida para a melhor idade, Elias aceitou o convite de acompanhar a comitiva amazonense e viver a experiência no campus da USP Leste, em Guarulhos.

Para o vereador, a qualidade de vida é uma preocupação válida, uma vez que o país caminha para se tornar majoritariamente idoso. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o grupo de idosos de 60 anos ou mais será maior que o grupo de crianças com até 14 anos já em 2030 e, em 2055, a participação de idosos na população total será maior que a de crianças e jovens com até 29 anos.

“Se o poder público não se preparar para esta nova fase da evolução da população brasileira nós estaremos caminhando na contramão e relegando os idosos ao abandono. Para isso, mão de obra especializada é uma exigência de hoje e não do amanhã”.

A Universidade Estadual de São Paulo possui o curso de graduação em Gerontologia há 10 anos e já formou 8 turmas. O curso tem o tempo de quatro anos com estágio supervisionado a partir do segundo ano. A coordenadora do curso Rosa Yuka afirma que o bacharel em gerontologia não concorre com os outros profissionais que lidam com às áreas de humanas e saúde, eles complementam. “A meta é formar gestores para envelhecimento, diante do crescimento deste segmento na sociedade brasileira “.

Um convênio entre as universidades estaduais de São Paulo e do Amazonas está sendo estudado para que o curso se torne realidade o mais breve possível. Com a parceria, a meta é qualificar profissionais para os serviços público e privado. O vereador Elias Emanuel, vai lutar para que escolas e unidades de saúde da prefeitura possam abrir espaço para estes profissionais que orientam o envelhecimento com qualidade. O próximo passo será uma visita da equipe de São Paulo, as instalações do Amazonas.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.