Destaques Polícia

Universitário é preso com drogas, real, dólar e euros em Manaus

Kallil e o material e dinheiro apreendidos/Foto: Erlon Rodrigues
Kallil e o material e dinheiro apreendidos/Foto: Erlon Rodrigues
Redação
Escrito por Redação

Em ação conjunta com policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), a Polícia Civl do Amazonas prendeu, através do Departamento de investigação sobre Narcóticos (Denarc), em flagrante, na tarde de ontem, domingo (02), o estudante de Direito Kalil Costa Almeida, de 30 anos, por tráfico de drogas. O infrator foi apresentado na tarde de hoje, segunda-feira (03), durante coletiva de imprensa realizada no prédio da Delegacia Geral.
De acordo com o diretor do Denarc, delegado Paulo Mavignier, Kalil foi interceptado pelas equipes do Denarc e Rocam por volta das 16h00, na rua Coréia do Sul, no bairro Ponta Negra, zona Oeste da capital. No momento da abordagem, o universitário estava conduzindo um carro modelo Palio, de cor preta e placas OAH – 1985, que foi apreendido durante a ação policial. No veículo foram encontradas oito porções de maconha, 71 comprimidos de ecstasy e uma trouxinha de cocaína, além de R$ 2 mil, U$ 562 e € 400 em espécie.

Kallil e o material e dinheiro apreendidos/Foto: Erlon Rodrigues

Kallil e o material e dinheiro apreendidos/Foto: Erlon Rodrigues

O infrator informou aos policiais que tinha mais entorpecentes na casa onde morava, localizada em um conjunto residencial no bairro Planalto, zona Centro-Oeste da capital. Em ação contínua, os policiais foram até o imóvel e encontraram, dentro de um porta-lápis no quarto do universitário, nove pílulas de ecstasy; uma cartela contendo 25 unidades de Dietilamida do Ácido Lisérgico, substância alucinógena conhecida popularmente como “LSD”; uma pequena quantidade de haxixe, além de uma balança de precisão.

Durante a coletiva de imprensa o diretor do Denarc informou que o infrator estava sendo monitorado há aproximadamente dois meses pelas equipes do departamento, após os policiais civis receberem informações de que Kalil, depois de deixar a prisão, em meados de maio de 2013, teria voltado a vender entorpecentes, tendo como público-alvo pessoas de elevado poder aquisitivo e jovens que frequentam festas noturnas na cidade. Mavignier destacou que Kalil tinha como clientes frequentadores de “raves”, boates e flutuantes.

“Recebemos denúncias sobre o caso e, em parceria com a Rocam, iniciamos, há cerca de dois meses, as investigações em torno desta situação. Monitoramos Kalil em distintas festas e casas de shows  em Manaus e constatamos que ele vendia drogas sintéticas para jovens e pessoas de classe média alta. Por frequentar locais da alta sociedade, ele tinha uma clientela privilegiada, composta por empresários, médicos e advogados, por exemplo. Por essa razão o infrator costumava receber o pagamento pelas drogas em Real, Dólar e Euro”, explicou o diretor do Denarc.

O aspirante da Rocam Anderson Molaz afirmou que as equipes receberam uma delação informando que Kalil iria fazer uma entrega de drogas na área da cidade onde foi preso. “Assim que fomos informados que ele estaria realizando a entrega de drogas no bairro Ponta Negra passamos a monitorar o lugar indicado. Conseguimos interceptar o infrator e logramos êxito na prisão dele”, argumentou.

Ações mais intensas

Paulo Mavignier ressaltou, ainda, que o Denarc vem atuando com mais intensidade no combate ao tráfico de entorpecentes no Estado. A autoridade policial ressaltou que a polícia não tem medido esforços para reprimir a comercialização de drogas, principalmente as sintéticas, já que esse tipo de substância ilícita vem se tornando cada vez mais popular na cidade.

Kalil foi autuado em flagrante por tráfico de drogas, crime previsto no Artigo 33 da Lei nº 11.343/06. Ao término dos procedimentos cabíveis realizados na base do Denarc, o infrator será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.