Amazonas Formal & Informal

Vaga de Conselheiro do TCE deve ficar com Evandro Melo

Redação
Escrito por Redação

O anúncio da aposentadoria do conselheiro do Tribunal de Contas Raimundo José Michiles, após 38 longos anos de serviços prestados ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). nesta segunda-feira (31), gerou um rebuliço, comentários, e apostas de quem deve ser o próximo conselheiro do Tribunal.

 

E a corrida já começou. Fontes de dentro do próprio TCE e principalmente fontes palacianas dizem que o nome mais forte para ocupar, já, a vaga de Raimundo Michiles é o médico Evadro Melo, atualmente ocupando a função de coordenador do comitê estratégico de acompanhamento de gestão do governo de seu irmão, o governador José Melo.

 

Ainda consta dessa restrita lista, com fortes possibilidades de ser o escolhido, Mario Melo, primo do Ministro do STF Marco Aurélio de Melo, que há anos vem representando o Amazonas em Brasília e correndo por fora, está o ex-presidente da Assembléia Legislativa Belarmino Lins, o “Belão”.

 

Ao tomarem conhecimento do anúncio da aposentadoria compulsória de Raimundo Michiles, fontes de dentro do governo disseram que deputados, ex-deputados, secretário e ex-secretário, amigos do governador José Melo, iniciaram contatos e lobbys para serem também lembrados.

 

Segundo fontes, muitos destes ligaram e devem procurar o governador José Melo nas próximas horas e dias para se colocarem “à disposição” para assumir a vaga de conselheiro.

 

E essa cobiça pelo cargo tem muitos motivos. Primeiro porque é cargo vitalício, ou seja, uma pessoa mesmo depois de aposentada, só deixa de ser conselheiro quando morre.

 

Outra motivo é o salário altíssimo que alcança mais de 30 mil reais. Fora mordomia como auxílio viagem, cestas básica, motorista à disposição, combustível, dentre outros.

 

Se não assumir agora deixando a vaga para Belão, Evandro Melo deve assumir vaga de conselheiro no ano que vem com a aposentadoria do conselheiro Josué Filho. Aí não vai ter jeito, porque apesar de negar até agora a indicação, Evandro Melo, diz não abrir mão de ser o próximo conselheiro do TCE.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.