Destaques Formal & Informal

Valdemir Santana é reeleito presidente da CUT-AM

Valdemir Santana reeleito Cut-Am/Foto: Divulgação
Redação
Escrito por Redação

O sindicalista Valdemir de Souza Santana, do SINDMETAL – Sindicato dos Metalúrgicos do Amazonas, foi reeleito para o seu quarto mandato à frente da Central Única dos Trabalhadores no Amazonas (CUT-AM). Ele vai comandar uma direção de 44 lideranças de diversos segmentos da classe trabalhadora no Amazonas.
Santana foi reconduzido ao cargo de presidente durante o 12º Congresso da CUT-AM (CONCUT), realizado de 12 a 14 de agosto, no Centro de Convenções dos Metalúrgicos, Km 27 da AM 010, em Manaus.

No encontro, que contou com a presença do representante da CUT nacional, Professor Júlio Turra, os trabalhadores aprovaram também o Plano de Lutas e Ações a serem implementados pela nova diretoria, que inclui o Secretário Geral do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Amazonas (SINDSEP-AM, Walter Matos (Secretaria de Comunicação); Geralda de Souza Oliveira na Secretaria Pela Igualdade Racial e, Itamar de Oliveira Ondion na Diretoria Estadual, entre outros.

O CONCUT-AM 2015 reuniu cerca de 250 participantes delegados e convidados, entre os delegados com direito a voto foram 168.

Todos assumem com o compromisso imediato de reforçar a pauta da Classe Trabalhadora que destaca o centro das mobilizações convocadas pela CUT Nacional.

Para Valdemir Santana a luta contra o fator previdenciário, Plano Levi, entre outros pontos, exige uma intervenção firme. “Um dos meus compromissos é continuar honrando nosso passado e protegendo nosso futuro”, disse Santana.

Já o sindicalista Walter Matos ressaltou a importância de construir uma chapa unitária com a presença de dirigentes de todos os municípios do Amazonas, dos vários segmentos produtivos e que contempla a questão de gênero. “A política econômica do Governo Federal joga a conta nas costas do povo brasileiro. Ao invés de atacar direitos trabalhistas, cortar investimentos sociais e aumentar os juros, defendemos que o governo ajuste as contas em cima dos mais ricos, com taxação das grandes fortunas, dividendos e remessas de lucro, além de uma auditoria da dívida pública”, acrescentou Matos.

No dia 20 de agosto a CUT-AM vai promover uma grande mobilização em defesa da classe trabalhadora, em adesão ao movimento encabeçado pela CUT Nacional.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.