Brasil Política

Valor Econômico diz que Dilma aceita alterar regras do pré-sal

Regras do pré-sal, em alteração/Foto: AgBr
Redação
Escrito por Redação

De acordo com reportagem do jornal Valor Econômico, a presidente Dilma Rousseff aceitou debater as regras de exploração da camada do pré-sal que determinam que a Petrobras seja a única operadora e tenha participação de pelo menos 30% nos consórcios.
A condição para isso seria a petrolífera continuar com o direito de preferência nos próximos leilões. A mudança vem em um momento em que Renan Calheiros, presidente do Senado, anunciou que irá colocar em votação o projeto que pode dar fim ao monopólio da estatal.

Uma fonte credenciada do governo afirmou: “Não estamos falando em abrir a porteira. A presidente não admitirá que a Petrobras sofra nenhum prejuízo”. A mesma fonte também disse que um dos objetivos da mudança seria melhorar a ambiente de negócios.

TCU

O TCU (Tribunal de Contas da união) identificou diversos problemas na revisão de contrato no qual o governo e a Petrobras firmaram um acordo para que a empresa pudesse explorar 5 bilhões de barris e gás em alguns campos do pré-sal. O documento deve ser discutido no tribunal no dia 24, e pode atrasar o acordo entre a petroleira e o governo.

Um relatório indicou riscos de atrasos, litígios e prejuízos para as duas partes. Com isso, duas certificadoras internacionais foram contratadas para calcular novos valores, uma vez que a principal crítica é a ausência de premissas econômicas para o novo valor do barril de petróleo.(Terra/Financista)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.