Amazonas Cidades

Varredura da Seap localiza munições e explosivos nas matas do Compaj

Explosivos que seriam acionados na fuga dos detentos/Foto: Érica Melo
Redação
Escrito por Redação
Explosivos que seriam acionados na fuga dos detentos/Foto: Érica Melo

              Explosivos que seriam acionados na fuga dos detentos/Foto: Érica Melo

Durante varredura realizada no início da manhã de hoje, quinta-feira (04), a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) encontrou munições e explosivos, em uma área da mata próximo ao Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no km 8 da BR-174 (Manaus – Boa Vista).
Entre os materiais encontrados por equipes da Coordenação do Sistema Penitenciário (Cosipe) e do Departamento de Inteligência Penitenciária (Dipen), estavam dois artefatos explosivos de origem caseira. O Grupamento de Manejos de Artefatos Explosivos (Marte) da Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) foi acionado e se deslocou até a área onde os equipamentos foram encontrados.

Para o secretário de Estado de Administração Penitenciária, Pedro Florencio, a  descoberta desse material faz parte do desdobramento da investigação da tentativa de fuga, ocorrida na madrugada de ontem (3). “Recebemos a informação que a fuga estaria sendo planejada com apoio externo, então possivelmente esse material seria usado para auxiliar os planos de fuga”.

Os materiais encontrados pela Seap foram: 20 munições calibre 9mm, duas munições calibre 12, três granadas de mão, sendo duas de gás lacrimogêneo e uma de efeito moral, e dois artefatos explosivos de origem caseira, sendo um pesando aproximadamente 4,5 kg e o outro pesando cerca de 1kg. A área em torno do Compaj foi isolada por equipes Marte que realizaram no início da tarde, a detonação dos artefatos no local.

Pedro Florencio afirma que os trabalhos de investigação, segurança e fiscalização da Seap buscam impedir que as fugas, rebeliões e motins aconteçam. “Dessa forma o crime organizado vem se redesenhando, criando outras estratégias, variando entre escavações de túneis, utilização de teresas, escadas, serrando grades e buscando apoio externo para as fugas”.

O secretário ressalta que a segurança tem sido aumentada para impedir eventos que desestabilizem o sistema prisional. “O Governo do Amazonas trabalha com a finalidade de garantir a segurança da sociedade. Com o apoio da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM) e da Polícia Militar do Amazonas, estamos empenhados diariamente para coibir atos de natureza contrária à ordem nas unidades prisionais, para que tenhamos um sistema prisional pacífico, com os internos cientes de que precisam cumprir suas penas e com o Estado oferecendo as assistências necessárias”, disse Pedro Florencio.

Tentativa de fuga na madrugada de quarta-feira – Na madrugada da última quarta-feira (3), por volta das 2h, o Compaj registrou uma tentativa de fuga de 26 detentos. Os internos serraram as grades da cela 8, do pavilhão 3 da unidade e seguiram em direção ao gramado. Um agente penitenciário que estava de serviço percebeu a movimentação e acionou os policiais militares da guarda, que interviram atirando em direção aos internos, tendo os mesmos retornando para a cela.

Foi constatado que os envolvidos na tentativa de fuga já haviam cortado o alambrado que dá acesso a muralha, e foi encontrada uma escada feita com madeira do telhado que estava no forro, que seria usada para a fuga frustrada nesta madrugada. O Cosipe realizou uma contagem de internos em todos os pavilhões do Compaj durante toda a quarta-feira, constatando que nenhuma fuga foi registrada na unidade que atualmente possui 1.260 internos condenados

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.