Cidades

Vendedor suspeito na morte de ex-presidiário é preso pela DEHS

Redação
Escrito por Redação

A Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), apresentou na manhã de segunda-feira (7), na Delegacia Geral da Polícia Civil, na Zona Oeste, o vendedor Júlio César Lopes de Lima, de 23 anos, conhecido como ‘Carequinha’. Ele é apontado pela polícia como um dos autores do homicídio do ex-presidiário Manoel Adalberto Carvalho de Souza, o ‘Maneca’, fato ocorrido no dia 13 de agosto de 2015, na comunidade Celebridade, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus.

Júlio foi preso na última sexta-feira (4), na Rua Tarumã Silvestre, bairro Santa Inês, na Zona Leste, em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 18 de setembro do ano passado, pela juíza do 1º Tribunal de Júri, Mirza Telma de Oliveira Cunha.

O titular da DEHS, delegado Ivo Martins, disse que além de ‘Carequinha’, mais três pessoas identificadas como Ana Maria Zain Costa, conhecida como ‘Mara, de 27 anos, que se encontra presa, Leonardo Ságica da Silva, que segue foragido, idade não revelada, e Gabriel Alaxon Lobato Pereira, de 22 anos, assassinado a tiros em um acerto de contas no dia 30 de setembro do ano passado no momento em que consertava sua motocicleta nas dependências de uma oficina.

Ivo informou que o crime está relacionado a disputa por territórios de tráfico de drogas na Zona Norte da capital amazonense. O crime ocorreu no dia 13 de agosto de 2015, na Rua Bacuri, comunidade Celebridade, bairro Terra Nova. ‘Maneca’, a vítima estava sentada em uma cadeira de balanço em frente à casa onde morava, quando ‘Carequinha’ e ‘Mara’, Leonardo e Gabriel chegaram em duas motocicletas, placas não reveladas e efetuaram vários disparos. Quatro tiros atingiram ‘Maneca’ que morreu no local.

“O ‘Maneca’ era um traficante conhecido no bairro Colônia Terra Nova e o crime foi motivado por tráfico de drogas pela disputa da área. O ‘Carequinha’ confessou o crime e deu detalhes da execução. O autor é um sujeito de alta periculosidade”, ressaltou Ivo Martins.

O delegado acrescentou que ‘Maneca’ já possui várias passagens pela polícia por vários crimes, dentre eles, tráfico de drogas.

Júlio César foi autuado pelo crime de homicídio qualificado e associação criminosa. Após os procedimentos cabíveis de polícia, levado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro, onde ficará à disposição da Justiça.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.