Mundo

Venezuelano de 2,20m é reconhecido como dono dos maiores pés do mundo

Redação
Escrito por Redação

Jeison Orlando Rodríguez Hernández, um venezuelano de 20 anos, foi reconhecido pela organização Guinness de recordes mundiais como a pessoa viva com o maior pé do mundo. O pé direito dele mede 41,1 centímetros. O esquerdo tem 36,06 centímetros.Rodríguez se deu conta de que o tamanho de seus pés “destoava” quando ainda era muito jovem, ao compará-lo com os de seus amigos. Em seu maior pé, ele calça sapatos de tamanho que equivaleria ao número 59 no Brasil – um tamanho que sequer existe na tabela oficial. Assim, ele desbancou o então recordista Sultan Köser, que calça 57 e mede 2,51 metros – mas Köser ainda detém o recorde de homem mais alto do mundo.

 
Rodríguez também é muito alto. Ele mede 2,20 metros. Os detalhes do rapaz foram incluídos na edição de 2016 do Livro Guinness dos Recordes Mundiais, publicada recentemente.

Sapatos especiais

Como ocorre com todas as pessoas de seu tamanho, ele tem problemas para encontrar sapatos que caibam em seus pés. Seus calçados precisam ser feitos sob medida. Além disso, ele não consegue realizar tarefas simples como andar de bicicleta.

Mas, apesar das dificuldades pelo pé grande, Rodríguez tem grandes ambições. Ele quer se tornar um chef de cozinha reconhecido mundialmente e, caso o “plano A” não dê certo, já tem um sonho ainda maior: ser estrela de cinema. O venezuelano também diz que gostaria de ajudar pessoas de todos os lugares do mundo que sofrem de anomalias e cuidar dos mais vulneráveis.

Recorde

O recorde de Rodríguez, porém, não é absoluto. O maior pé do mundo, na realidade, já foi de alguém com medidas ainda maiores: o americano Robert Wadlow foi o homem mais alto do mundo algumas décadas atrás e calçava 73 – ele morreu em 1940 aos 22 anos.

Os pés dos recordistas – Wadlow, Rodríguez e Köser – são relativamente proporcionais ao tamanho dos seus corpos.

Para sustentar tamanha altura, eles precisam de pés grandes.

(IG)

 

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.