Amazonas Política Saúde

Vereador propõe inclusão de teste do Zika no exame de Pré-Natal

Vereador Everaldo Farias(PV)/Foto: Assessoria
Redação
Escrito por Redação

Membro  da Comissão de Serviço Público (Comserp), da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o vereador Everaldo Farias (PV), protocolizou a Indicação nº 0393/2016 que prevê a inclusão do teste do vírus Zica na relação de exames obrigatórios, às mulheres gestantes que são atendidas na rede pública de saúde na capital.
Diante da epidemia da doença no País, que é transmitida pelo mosquito aedes aegypti, a propositura  tem o objetivo de aumentar as chances das mães obterem informações sobre  suspeita  de microcefalia nos bebês, causo pelo Zica Vírus.

“Na rede pública de saúde, as grávidas só fazem o exame de imagem no primeiro trimestre, quando ainda não é possível identificar se o bebê tem ou não a doença. Manaus já tem mais de dois mil casos notificados de infecção por zika e os casos de microcefalia já são doze, com um caso confirmado de associação com o zika. Temos que criar mecanismos para o controle desse surto e dar mais segurança às mães”, defendeu o parlamentar.

Em Manaus, quatro bairros são áreas de maior incidência do vírus. De acordo com levantamento epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Dom Pedro e Alvora (zona Centro Oeste), Cidade Nova (zona Norte) e Jorge Teixeira (zona Leste) são os bairros com mais casos registrados.

A Semsa confirmou o primeiro caso de microcefalia com transmissão por Vírus Zika na capital. Segundo a pasta, um bebê nascido no dia 10 de abril na Maternidade Ana Braga foi diagnosticado com microcefalia. A mãe, de 18 anos, foi infectada pelo vírus em Boa Vista (RR) aos dois meses de gestação.

“A rede municipal de saúde tem reforçado o trabalho de prevenção das doenças com combate ao mosquito Aedes aegypti e isso tem ajudado muito nossa população, principalmente as grávidas. No entanto, se o teste for incluído no pré-natal em toda a rede de saúde, muitos casos poderão ser descobertos com antecedência possibilitando maiores cuidados às mães e seus respectivos bebês”, concluiu Everaldo.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.