Amazonas Destaques Política

Vereador Wilker Barreto destaca ZFM como modelo ambiental de maior sucesso no mundo

Wilker Barreto destaca o modelo ZFM/Foto: Tiago Correa
L. Rougles
Escrito por L. Rougles

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS), ressaltou, na manhã de hoje, quinta-feira (16), que vê a Zona Franca de Manaus (ZFM), que vai completar 50 anos no próximo dia 28, como um dos modelos ambientais de maior sucesso do mundo. “É só olhar para a preservação da floresta”, disse.
Wilker Barreto, que também é Mestre em Sustentabilidade e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) presidiu a Sessão Solene de homenagem pelos 50 anos da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), de autoria do vereador Álvaro Campelo (PP), realizada no plenário Adriano Jorge, que contou com a presença da superintendente da Suframa, Rebecca Garcia, e convidados.

“A Zona Franca é uma grande Ferrari que precisamos acelerar mais, tem grande potencial. A Suframa precisa de apoio para investimento e pesquisa. Temos mais 50 anos. O modelo é perene, não tem mais como regredir”, disse o presidente, ao destacar a importância da matriz ambiental do modelo.

Wilker Barreto destaca o modelo ZFM/Foto: Tiago Correa

O vereador ressaltou, também, os constantes ataques ao modelo econômico-ambiental da ZFM. “E olha a incoerência. Enquanto eles deflagram guerra contra a Zona Franca, na época da grande seca no Sudeste, tiveram de sofrer os efeitos do ciclo da chuva que passam pela Amazônia”,  mencionou ele, ao afirmar que os efeitos da devastação da floresta refletem no clima.

Wilker Barreto defendeu, ainda, no seu pronunciamento, o desenvolvimento sustentável para os próximos 50 anos da Zona Franca. “Esse é grande desafio, como gerar economia em termos sustentáveis”, disse, lembrando que a ZFM precisa ser a grande locomotiva para alavancar a economia do interior. “Não entra na minha cabeça, como na maior cidade do Norte, com os produtos chegando do Sul e Sudeste para serem comercializados, não chegar produtos do interior para serem vendidos aqui”, afirmou.

O presidente disse que se assusta ao deparar, nos dias atuais, com a regulação do preço do pescado por meio do desperdício. “Nos dias de hoje se regula o preço, jogando o produto no rio. Não se trabalha o estoque. O Amazonas é craque em enriquecer outros Estados, menos quem produz aqui”, lamentou.

Apesar das ameaças constantes, Wilker disse acreditar na preservação dos incentivos fiscais. “Se acabar com o modelo, a nossa matriz econômica passa a ser extrativismo, como acontece no Estado do Pará”, completou ele.

Presidente da Comissão de Defesa do Consumidor (Comdec), membro titular da Comissão de Água e Saneamento, e vice-líder do prefeito Arthur Neto, Álvaro Campelo, ressaltou o fato da Zona Franca de Manaus ser um polo de desenvolvimento para a Região Norte do País que deu certo e que proporciona alternativas econômicas e atrai empreendimentos para a região, proporcionando geração de emprego e renda.
O vereador ressaltou o fato de o modelo ser responsável pelo Estado ter hoje 98% da floresta em pé. Álvaro também deu dados do modelo, que hoje conta com 460 fábricas, que proporcionam renda para mais de 85 mil pessoas e tem um faturamento de R$ 74 bilhões por ano, com perspectivas de crescimento.

Placa

Durante o evento, Rebecca Garcia recebeu das mãos dos vereadores Álvaro Campelo e do Coronel Gilvandro Mota (PTC), presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, uma placa alusiva aos 50 anos da instituição.
A superintendente, por sua vez, disse que a ZFM, que vai completar 50 anos no dia 28 de fevereiro, é um modelo de sucesso e exitoso, que proporciona pujança a Manaus e a outros municípios de fronteiriços a Roraima, Rondônia, Acre e Amapá, com as Zonas de Livre Comércio.

“Nascemos com a missão de substituir as importações. E produzimos o que há de mais moderno no mercado e queremos avançar exportando para o Brasil e para o mundo”, disse, ao assegurar que o modelo tem que se voltar para as exportações. “Hoje balança comercial apresenta números positivos, que vão de exportações para países vizinhos à China. É uma demonstração de que podemos nos manter no mercado nacional e fortalecer nossas exportações, para que o Polo não sofra com as crises”, afirmou ela, defendendo o avanço na bioindústria, um grande potencial ainda pouco explorado.

Presenças

Integraram também à Mesa dos Trabalhos da Solenidade, a procuradora de Justiça, Suzete Maria de Sousa, representante do Ministério Público do Estado; o major Sandro Balbino da Silva, represente do Comando Militar do Amazonas (CMA); o capitão de fragata Luciano Palazon, do 9º Distrito Naval;  Paulo Rezende, superintendente da Agricultura; Antonio Peixoto, prefeito municipal de Itacoatiara e Lanice Cavalcante, diretora técnica do Sebrae.

Os vereadores João Luiz (PRB), Dante (PSDB), Missionário André (PTC), Joana D’arc Protetora dos Animais (PR), Wallace Oliveira (PTN) e Chico Preto (PMN) também estiveram no evento.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.