Amazonas Esportes

Vice da CBF questiona validade de assembleia convocada por Del Nero

Vice da CBF Delfim Peixoto/Foto: Twitter
Redação
Escrito por Redação

O vice-presidente da CBF para a região Sul, Delfim Peixoto, está disposto a questionar na Justiça a validade da assembleia geral extraordinária da entidade, convocada para o dia 11 de junho. Ele já foi informado que o principal motivo da reunião será uma alteração no estatuto da CBF, a fim de impedir que ele, o vice mais idoso, assuma o comando da entidade na eventualidade de uma renúncia do presidente Marco Polo Del Nero.
“Há erros na convocação da assembleia. Certos requisitos não foram observados. Se assim se mantiver, vou lutar pela nulidade do encontro”, declarou Delfim, de 79 anos. “E na própria assembleia, se eu notar alguma ilegalidade, vou brigar na Justiça”. Ele ainda se mostrava contrariado nesta quinta-feira com o que considera um “golpe” de Del Nero. “Ele está mudando a regra do jogo depois do início do campeonato. Isso é golpe”.

Delfim disse que vai ao Rio na quarta ou na quinta, mas afirmou que antes espera ser convocado para a assembleia. “Como vice, se eu não for chamado formalmente, a assembleia estará sem efeito”.

Para o dirigente, existe um claro movimento de Del Nero para deixar como eventual sucessor o vice da região Centro-Oeste, o deputado federal Marcus Vicente, 61 anos , um dos nomes mais fortes da chamada “Bancada da Bola” no Congresso. “Vou continuar falando com a imprensa, denunciando todas as manobras, os golpes que mancham o futebol brasileiro. Eu não posso aceitar que o presidente da CBF venha rasgar o que é de direito. Por quê? Ele está com medo de quê?”.

Del Nero estaria disposto a fazer alterações no estatuto da CBF para garantir que um dirigente de sua confiança – no caso, Marcus Vicente – passasse a comandar a entidade se ele se visse impedido de continuar como presidente, em razão de investigações sobre escândalos de corrupção no futebol.(Terra)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.