Amazonas Formal & Informal

Vice é apontado como suspeito da morte do prefeito de Maraã

vice
Redação
Escrito por Redação

Após avançar nas investigações, policiais da Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS) tentam conseguir mais provas que ligariam o vice-prefeito de Maraã Luis Magno Moraes (PT) com o assassinato do prefeito Cícero Gonçalves (Pros), ocorrido no domingo no passado (28).

O titular da DEHS, Ivo Martins, afirma que existe um primeiro motivo para o crime que seria uma dívida de aproximadamente R$ 40 mil que a prefeitura tem com Ademir Alves de Freitas, 40, que é parente do vice e que já está preso acusado de envolvimento com o crime.

Agora a Polícia corre contra o tempo para provar que Luiz Magno pode estar por trás do crime mesmo porque ele seria o maior beneficiado e assumiria a prefeitura com a morte de Cícero Gonçalves.

O que a Polícia quer e até agora não conseguiu é justamente isso, ou seja provar, a ligação do vice com o crime, já que todos os três presos até agora são parentes de Luis Magno. Até o pistoleiro Admilton Gomes de Souza, que está foragido, também é sobrinho do vice-prefeito.

Até agora estão presos e foram trazidos para Manaus Aldemir Alves de Freitas, 40, Marcos Alexsandro Praiano da Silva, 25 e Lázaro Moraes de Assis, 40.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.