Amazonas Política

Wilker Barreto pede mais atenção do governo federal para os estados do Norte

Vereador Wilker Barreto(D), no Fórum de Governadores/Foto: Tiago Correa
Vereador Wilker Barreto(D), no Fórum de Governadores/Foto: Tiago Correa
Redação
Escrito por Redação

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS), ressaltou que o governo federal precisa dar mais prioridade aos planejamentos das ações dos governos da região Norte, para que haja melhor desempenho de suas políticas públicas. “O governo federal precisa ver como prioridade os financiamentos desses planejamentos”, destacou o presidente, que participou do 11º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, realizado, na manhã desta sexta-feira (24), no Centro de Convenções Vasco Vasques.
Na avaliação do parlamentar, não há vontade política por parte da União, em disponibilizar recursos para financiar ações planejadas nos Estados da região Norte, em especial no Amazonas. “O que vejo é total disponibilidade em financiar bilhões do BNDES para o exterior”, observou Barreto, ao frisar que o Fórum é importante por reunir forças no sentido de buscar avanços em políticas públicas. “Qualquer encontro dessa magnitude deve ter apoio, não somente na questão dos investimentos, mas também nas metodologias e nos termos de cooperações”, destacou o vereador.

No evento, que reuniu governadores do Amazonas, Acre, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além do chefe do Executivo Municipal, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Josué Neto (PSD), entre outras autoridades locais, foi debatida a continuidade da agenda para identificação de iniciativas produtivas na região, além de debater sobre os mecanismos adotados pelos Estados de redução de dificuldades logísticas e os principais gargalos à atividade produtiva e ao desenvolvimento regional do país.

O governador do Amazonas, José Melo (PROS), destacou que, além de temas relevantes como saúde, educação, investimentos financeiros, revisão de ICMS e meio ambiente, a agenda comum da região precisa envolver assuntos como a produção de alimentos, o desenvolvimento da piscicultura e da mineração. O chefe do Executivo Estadual do Pará, Simão Jatene (PSDB), ressaltou que a Amazônia pode contribuir para o desenvolvimento “por meio do próprio desenvolvimento da Amazônia”.

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.