Amazonas Esportes

Yane Marques eleita porta-bandeira do Brasil no desfile das Olimpíadas

Yane Marques, será porta-bandeira do Brasil/Foto: Getty Image
Yane Marques, será porta-bandeira do Brasil/Foto: Getty Image
Redação
Escrito por Redação
Yane Marques, será porta-bandeira do Brasil/Foto: Getty Image

                         Yane Marques, será porta-bandeira do Brasil/Foto: Getty Image

Após uma votação aberta ao público, composta por três nomes indicados pelo Comitê Olímpico Brasileiro, para o possível porta-bandeira do Time Brasil, Yane Marques foi escolhida e será responsável por carregar a flâmula verde-amarela na abertura dos Jogos Olímpicos, cuja cerimônia será realizada no dia 5 de agosto, no estádio do Maracanã.
“Fora algumas surpresas: Primeiro a indicação e agora a escolha”, afirmou a a atleta, depois do anúncio oficial, entrevista à TV Globo. “Eu quero ser uma porta-bandeira muito alegre e talvez uma porta-voz, através dessa bandeira, para que o nosso país se una mais. Quero ser uma representante do povo brasileiro”, completou.

A atleta do pentatlo moderno deixou para trás o velejador Robert Scheidt, maior medalhista olímpico brasileiro e o líbero que conquistou o ouro em 2004, além de duas pratas, em 2008 e 2012, Serginho.

Aos 32 anos, a pernambucana, dona de uma medalha de bronze em Londres, estará a frente da primeira delegação a adentrar o palco das finais das Copas do Mundo de 1950 e 2014.

Scheidt exerceu a função nas Olimpíadas de 2008, em Pequim. Já em 2012, o porta-bandeira foi o hipista Rodrigo Pessoa, que não estará presente no Rio de Janeiro.

Arthur Zanetti, ouro em Londres nas argolas, as jogadoras da seleção feminina de vôlei e Sarah Menezes, do judô, ficaram fora da votação porque competem na manhã do dia 6 de agosto e não vão participar da formalidade.(Terra/Gazeta)

Comentários

comentários

Deixe seu comentário

error: Ops! não foi dessa vez.